Rei do reino de Bafokeng perspetiva estabelecer relações de cooperação com Cabo Verde

O rei do reino de Bafokeng, da Africa do Sul, mostrou-se hoje “muito impressionado” com os investimentos a nível das infra-estrutura e energia em Cabo Verde, almejando com esta visita estabelecer futuramente relações de cooperação entre os dois Estados.

O rei Kgosi Leruo Molotlegi fez estas declarações à imprensa, após ter proferido uma palestra no Instituto Superior de Ciências Jurídicas e Sociais (ISCJS), na Cidade da Praia, uma atividade que teve como finalidade de partilhar com os estudantes universitários, a História, os projetos e a forma de gestão desse Reino, um dos mais ricos e prósperos da África do Sul.

A palestra realizou-se no âmbito da sua visita oficial a Cabo Verde, que de acordo com Kgosi Leruo Molotlegi poderá também servir para resgatar laços históricos com o arquipélago e fazer a aplicação de investimentos bancário no arquipélago.

Kgosi Leruo Molotlegi defendeu, por outro lado, a necessidade dos africanos se unirem mais, de investirem na educação e na aplicação de investimentos no continente africano, afirmando que os mesmos devem parar de culpar o Ocidente por não fazer coisas que os próprios africanos conseguem fazer por si.

“Como africanos, precisamos nos unir mais, mudar as ideias, investir em nós mesmos, na educação, quer se trate de uma indústria de construção. É esse tipo de energia em torno de que quero deixar para os alunos: temos que saber que cabe a nós mudar a maneira de como vemos o mundo e ser inovadores”, declarou.

Avaliando a relação entre o seu reino com o governo sul africano, disse que Bafokeng, que é diferente em certas coisas, teve a sorte de poder monetizar recursos minerais, considerando, no entanto, que o nível de relacionamento com o governo é “bom e saudável”.

Por seu turno, a presidente do ISCJS, Yara Miranda, considerou que a visita do Kgosi Leruo Molotlegi está imbuída de simbolismo porquanto traduz um momento memorável para a referida instituição que, ajuntou, através da organização desse evento, procura permitir um intercambio de realidades e experiências entre dois países.

No sentido de explorar possíveis eixos de parcerias para o ISCJS melhor cumprir o seu projeto educativo do instituto, prosseguiu, pretendem mostrar a total abertura e forte vontade institucional para incitar boas relações de cooperação que, reforçou, ultrapassam as fronteiras politicas e que vão para além das relações de parceiras tradicionais.

A Nação Royal Bafokeng é a pátria étnica do povo Bafokeng cuja área cobre 2.060 km² na província do Noroeste da África do Sul e a sua capital administrativa é Phokeng.

Os bafokengs são compostos por cerca de 300.000 pessoas, sendo que aproximadamente 160.000 pessoas vivem em uma área a 150 km ao noroeste de Johannesburgo.

Bafokeng é considerada a mais rica do continente por ser dona de cerca de 40% da platina mundial

Fonte: InforPress

Notícias

MasterPlan do Turismo da ilha do Sal apresentado em Santa Maria

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo