Praia: Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade vai ser património nacional – ministro

O Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade, na Cidade da Praia, vai ser classificado como património nacional, confirmou hoje o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente.

“Na próxima semana teremos a proposta pronta e enviaremos ao Conselho de Ministros para a aprovação”, informou o ministro no final de uma visita enquadrada no âmbito da classificação deste sítio histórico a património nacional, situado a 13 quilómetros da Cidade da Praia.

Segundo Abraão Vicente, a classificação desse Conjunto como património nacional vai permitir a protecção legal que um complexo com interesse arqueológico como esse tenha a nível nacional para que futuras intervenções nesse espaço não periguem o seu valor patrimonial.

A classificação do Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade como património nacional vai, igualmente, permitir inscrever este espaço dentro daquilo que é o roteiro turístico da ilha de Santiago, disse Abraão Vicente.

Vai permitir ainda a promoção das investigações científicas que também são necessárias para aprofundar o estudo e o conhecimento desse espaço arqueológico, segundo o ministro.

“Aumenta também a responsabilidade da igreja que deve ceder ao Estado não só a autoridade para agir sobre estes territórios, mas também ajudar na mobilização dos recursos necessários para a sua preservação”, salientou Abraão Vicente aos jornalistas.

O governante disse que a nível histórico, o Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade é um “espaço de suma importância”, por ter sido visitado por Charles Darwin e ser a residência de um dos bispos mais importantes nos finais do século XVII.

O objectivo do Governo, segundo Abraão Vicente, é abrir o Conjunto Histórico e Arqueológico da Trindade a sociedade e fazê-lo um espaço de referência para as famílias cabo-verdianas fazerem visitas.

“É importante que as pessoas conheçam a localidade de Trindade, não só pelos outros espaços que cá existem, nomeadamente empresarial, clinico, mas também pelo seu valor patrimonial e de memoria”, asseverou.

No período colonial, a ilha de Santiago fora divida em duas principais capitanias. Enquanto Ribeira (Cidade Velha) demarcava-se como o ponto mais importante ao sul da ilha, a região de Trindade, acredita-se, ter sido uma das principais referências ao norte, devido a boa reserva de água encontrada na região.

Facto é que, naquele núcleo populacional, situada a 13 quilómetros da Cidade da Praia, reside uma antiga estrutura filipina que simboliza a sucessiva divisão de reinado entre Portugal e Espanha, desde Felipe II até Felipe IV da Espanha (respetivamente Felipe I e Felipe III de Portugal), entre 1580 e 1640.

Outro dado importante, prende-se a passagem de Charles Darwin à Ribeira da Trindade.

O trabalho de valorização do Património Histórico da Trindade remonta ao ano de 2009 com o projecto Guardiões do Património, levado a cabo pela organização não-governamental portuguesa Restauradores Sem Fronteiras, em parceria com o Instituto do Património Cultural (IPC) e Escritório Técnica da AECID em Cabo Verde.

Na altura realizou-se, além da primeira prospecção arqueológica, sessões de qualificação técnica e sensibilização junto à comunidade, visando a valorização histórica e dinamização do potencial turístico do Conjunto Patrimonial da Capela de Trindade, fazendo dela um lugar um foco de visitantes, do qual a comunidade pode obter um benefício.

O IPC, visando o resgate e a promoção do património cultural nacional, retoma, agora, em 2018, o processo de classificação do Conjunto Histórico da Trindade à Património Histórico Nacional.

Fonte: InforPress

Notícias

Porto Novo: Museu das Romarias pronto para receber visitas nas próximas festas de São João – ministro da Cultura

Parque Tecnológico derrapa 30% do custo inicial mas vai ajudar a transformar Cabo Verde num “país digital”, garante Governo

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras