Porto Novo: Edilidade quer transformar antigo quartel militar numa aldeia administrativa

O antigo quartel, património local, tem potencial para outras valências, sobretudo o turismo, conforme o presidente da Câmara Municipal do Porto Novo.

A edilidade portonovense deseja que o Estado faça a transferência do ex-quartel militar para o município, para poder desenvolver nesse “espaço nobre” projectos de infra-estruturação urbana e sua transformação numa aldeia administrativa.

Segundo o edil do Porto Novo, Aníbal Fonseca a sua autarquia já enviou um pedido ao Governo para, no quadro de um processo de transferência de imóveis do Estado para as autarquias, sejam cedidas ao seu município as ex-instalações militares, construíras em 1932.

Nesse espaço, que está em fase avançada de deterioração, poderá sediar-se serviços públicos ainda sem instalações próprias, como são os casos do Tribunal e da Procuradoria da Comarca, o Cartório Notarial, a Região Sanitária, de entre outras instituições.

O antigo quartel, património local, tem potencial para outras valências, sobretudo o turismo, conforme ainda o presidente da Câmara Municipal do Porto Novo.

A degradação do ex-quartel militar, que foi desactivado em 1982, está a preocupar os portonovenses, que clamam pela recuperação desse espaço histórico.

O antigo quartel militar, cuja vedação está a ruir, tem servido, entretanto, de abrigo a muitas famílias que utilizam as casernas para morar.

Fonte: A Nação

Notícias

MasterPlan do Turismo da ilha do Sal apresentado em Santa Maria

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo