OMS declara Cabo Verde país livre de poliomielite

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou Cabo Verde como como país livre de poliomielite, na sequência da oficialização, em Accra (Gana), do respetivo certificado pela Comissão Regional de Certificação da Polio em África (CRCA), apurou a PANA neste fim de semana de fonte segura.

Segundo a OMS, Cabo Verde não notifica casos de poliomielite há mais de quinze anos consecutivos.

A certificação como país livre de poliomielite aconteceu depois de uma equipa cabo-verdiana ter apresentado a documentação necessária à CRCA, órgão independente para supervisionar o processo de certificação da OMS na região africana, que esteve reunida na capital do Gana.

"Cabo Verde foi avaliado positivamente e, por conseguinte, declarado livre da poliomielite", adianta a OMS, considerando que este resultado "representa um ganho significativo no plano nacional e internacional".

No entanto, a OMS aconselhou Cabo Verde a "permanecer vigilante" e a "reforçar a vacinação das populações para preservar os resultados registados".

A poliomielite é uma doença "altamente infeciosa", causada pelo poliovírus que afeta principalmente as crianças com idade inferior aos cinco anos.

Este vírus invade o sistema nervoso central e, em poucas horas, pode causar a paralisia de um ou mais membros, infetando apenas os seres humanos e transmitindo-se pela eliminação de fezes contaminadas que entram em contacto direto com pessoas não vacinadas.

A patologia propaga-se rapidamente e o período de incubação varia entre sete e 14 dias.

Atualmente a poliomielite é endémica apenas no Paquistão e no Afeganistão, revelou a OMS sustentando que a erradicação desta doença em todo o mundo depende principalmente da interrupção da sua transmissão nestes países.

Fonte: Panapress

Notícias

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo

Cabo Verde lança isenções fiscais para tentar captar investimento de emigrantes

Governo e Câmaras de Comércio oficializam transferência de competências