Municípios do Fogo nos EUA para mostrar oportunidades de investimento

Os três Municípios da ilha do Fogo quer apresentar aos emigrantes nos Estados Unidos da América, as oportunidades de investimentos que advém dos planos estratégicos Municipais de desenvolvimento sustentável da ilha do Fogo.

A afirmação é do Jorge Nogueira porta da voz de uma de uma missão cabo-verdiana que deslocara a partir do dia 10 a 16 deste mês, para o Estado de Massachusetts, Estados Unidos da América.

A missão cabo-verdiana aos Estados Unidos da América, tem como finalidade mobilizar parcerias de desenvolvimento no âmbito do Programa das Plataformas para o Desenvolvimento Local e Objectivos 20/30, conforme avançou aos jornalistas, o porta-voz da missão Jorge Nogueira.

A missão integra membros e técnicos das plataformas, dirigentes locais da ilha do Fogo e representante do Ministério das Finanças, responsável do programa Plataformas

Jorge Nogueira, diz que para além de apresentar os planos pretende-se ouvir as propostas e sugestões dos emigrantes

"Nós sabemos que os nossos emigrantes, tem um papel importante no desenvolvimento da ilha, há neste momento projectos e programas exequíveis mas ambiciosos, e essa comparticipação, essa parceria é extremamente importante, por outro lado nos temos também os Municípios de Boston e de Brockton, que tem mantido um contacto estreito, aliás as duas últimas visitas dos mayors destas cidades, provam precisamente isso. É nesse âmbito que nós pensamos que há muito por fazer, muitas vezes os nossos emigrantes têm know how, têm também capacidade de investimento ", avança

O turismo, a agricultura na vertente fruticultura, cafeicultura e agro-indústria são as áreas que os Municípios da ilha do Fogo, definiram com áreas de investimentos, segundo Jorge Nogueira

"É verdade que é necessário termos escala, e é nisso que estamos a trabalhar, todos os três municípios, por tanto é um programa comum aos três municípios, temos de produzir em muito maior escala, em grandes quantidades para atrair investidores que realmente queiram ter ai fabricas, por exemplo de transformação, mas também queiram conservar e abastecer os outros mercados, por exemplo como polpas de manga, de tomate, nos temos o nosso vinho que a procura é enorme, nos temos grande capacidade ainda de produzir uvas, por tanto é nessa razão que nos queremos apresentar esses planos”, explica.

Esta missão aos Estados Unidos, particularmente ao Estado de Massachusetts, é apontada pelas Nações Unidas como sendo de importância capital na mobilização de parcerias, tendo em conta a importante comunidade cabo-verdiana residente nas cidades de Boston e Brockton, estimada em mais de 30.000 emigrantes, na sua maioria oriunda da Ilha do Fogo.

O Programa de Plataformas para o Desenvolvimento Local e Objectivos 20/30 em Cabo Verde é financiado pelo Grão-Ducado do Luxemburgo, no montante de dois milhões de euros, por um período de três anos (2017-2019), administrado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD e implementado pelo Ministério das Finanças e a Associação dos Municípios de Cabo Verde.

Tem como objectivo o reforço das capacidades dos actores locais em matéria de articulação a vários níveis, a planificação estratégica e desenvolvimento económico local, com o intuito de contribuir para a parceria global para a inovação em matéria de desenvolvimento territorial e de governação local.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis