IPC realiza escavações arqueológicas na Igreja Santiago Maior

As escavações arqueológicas na Igreja Santiago Maior, em Santa Cruz, arrancaram esta quarta-feira. Trata-se da primeira etapa do projecto de reabilitação das ruínas daquele edifício religioso, edificado nos finais do século XVIII.

Esta escavação é realizada pelo Instituto do Património Cultural, em parceira com a câmara municipal de Santa Cruz. Segundo uma nota de imprensa, as escavações só tiveram início graças a uma visita realizada pelo IPC, em finais de 2017.

Para estas escavações, está em Cabo Verde a arqueóloga portuguesa Mariana Almeida, que vai trabalhar em conjunto com alguns técnicos nacionais, afectos a Direcção de Monumentos e Sítios, o projecto de reabilitação das ruinas da Igreja Santiago Maior. 

As escavações arqueólogas vão decorrer durante este mês. A reabilitação das ruinas da Igreja Santiago Maior, enquadra-se no Plano Nacional de Reabilitação dos Edifícios Históricos, traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas.

Conforme o IPC, no caso dos edifícios religiosos, criou-se uma comissão de trabalho com a Diocese de Santiago, para análise de projectos em curso.

No âmbito dessas escavações arqueológicas, serão realizadas algumas acções de sensibilização na comunidade local, como forma de consciencializá-la sobre a importância e salvaguarda do património cultural existente em Santa Cruz.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis