Herança cultural da Europa vem da mistura da cultura com a África – Embaixadora da UE em Cabo Verde

A embaixadora da União Europeia em Cabo Verde considerou hoje que a herança cultural da Europa vem da mistura da cultura da África, por isso, na comemoração do Dia da Europa pretendem demonstrar a fusão cultural desses dois povos.

Sofia Moreira de Sousa falava à Inforpress, no âmbito das actividades que estão a ser levadas a cabo pela delegação da União Europeia (UE) no arquipélago para assinalar o Dia da Europa, 9 de Maio.

Este ano, a sede da UE em Bruxelas escolheu como tema “Ano europeu-herança cultural”, e segundo a diplomata, este tema visa realçar a importância da cultura e da diversidade.

“Estamos a viver um período em que as pessoas refugiam um pouco no populismo e as vezes têm receio de se aventurar por desconhecido e de receber povos diferentes. Nós achamos que era muito importante desmistificar alguns conceitos que vinculam por razões várias, como a questão da segurança, e pegarmos nos aspectos muitos positivos, que são muitos, e nas oportunidades que existem quando nós temos a mistura de culturas”, suscitou.

Para a embaixadora, faz todo o sentido realizar essas actividades no arquipélago, pois nota-se muita influência da cultura cabo-verdiana e de outros países do continente africano na Europa.

A influência da cultura de Cabo Verde na Europa, ao seu ver, é visível todos os dias, através dos artistas, da dança, da culinária e de outras manifestações, mas também o contrário é visível.

“Sendo Cabo Verde um país em que tanta gente vive fora, essa riqueza que é transportada para onde vivem os cabo-verdianos na Europa é assimilada pelos países europeus”, suscitou.

A delegação da UE no arquipélago pretende trazer vários eventos de fusão cultural e de levar às pessoas a importância da cultura no passado e no futuro, daí, segundo a embaixadora, terem várias iniciativas a desenvolver no Dia da Europa.

Essa fusão musical vai ser atestada com a actuação do artista português Carlão, ex-vocalista da banda Da Weasel, e com um grupo de Batucadeiras da Associação dos Deficientes Visuais de Cabo Verde (Adevic), na Cidade da Praia.

A Ilha do Maio também vai acolher esta celebração com a fusão entre um grupo irlandês “TheMelting Pot” e os músicos locais “Maio Acústico”, que vão tocar violino em conjunto.

“Isso são demonstrações de multiculturalismo que existe entre Europa e Cabo Verde e é importante para nós, porque a cultura de Cabo Verde é o resultado de muita mistura de culturas”, sublinhou.

O Dia da Europa vai ser assinalado com actuações da banda da Associação Gota D’Arte e Escola Pentagrama, na Cidade da Praia, este sábado.

Já na ilha do Maio, além de actuação do grupo Centrum Sete Sois Sete Luas do Maio Band e Tibau & Os Tavares, e de Cremilda Medina, está programa uma visita a Escola Secundária Horace Silver, com a participação da escritora Yara Santos e uma exposição de ‘stands’ de projectos e produtos locais, na segunda e terça-feira.

No Dia da Europa, que se comemora todos os anos a 9 de Maio, festeja-se a paz e a unidade do continente europeu.

Esta data assinala o aniversário da histórica “Declaração Schuman”. Num discurso proferido em Paris, em 1950, Robert Schuman, o então ministro dos Negócios Estrangeiros francês, expôs a sua visão de uma nova forma de cooperação política na Europa, que tornaria impensável a eclosão de uma guerra entre países europeus.

Defendia, assim, a criação de uma instituição europeia encarregada de gerir em comum a produção do carvão e do aço. Menos de um ano mais tarde, era assinado um tratado que criava uma entidade com essas funções. Considera-se que a União Europeia actual teve início com a proposta de Schuman.

Fonte: InforPress

Notícias

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal

FMI aprova Instrumento de Coordenação de Políticas que vai permitir Cabo Verde acelerar o crescimento económico

Projecto Tartaruga promove capacitação em conceitos e práticas de patrulha do ambiente natural

Fogo: Master plan de turismo das ilhas do Fogo e da Brava identifica duas dezenas de projetos prioritários