Governo anuncia plano de emergência para responder à seca

"As previsões de chuva falharam" e Cabo Verde regista "um dos piores anos" em termos de seca e uma situação agrícola "bastante má"

O Governo vai aprovar um plano de emergência de 7 milhões de euros para mitigar os efeitos da seca e do mau ano agrícola, anunciou esta quarta-feira, 4, o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

“Estamos a prever um montante de mais de 7 milhões de euros, mas ainda estamos no início. Temos um planeamento macro e vamos ter depois de fazer o planeamento operacional bastante territorializado”, disse Gilberto Silva.

O ministro visita nesta quarta-feira vários concelhos do interior da ilha de Santiago, acompanhado pelo representante do Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), Rémi Nono, para avaliar a situação do ano agrícola, marcado pela escassez de chuva.

O ministro assinalou que “as previsões de chuva falharam” e Cabo Verde regista “um dos piores anos” em termos de seca e uma situação agrícola “bastante má”.

“O plano vai ter um carácter concreto nos concelhos de modo a podermos mitigar os efeitos da seca e do mau ano agrícola”, acrescentou.

O financiamento do plano deverá ser mobilizado entre os “habituais parceiros internacionais de desenvolvimento” [UE, Banco Mundial, Nações Unidas, entre outros] de Cabo Verde com o apoio técnico da FAO, segundo o ministro.

Gilberto Silva estima que 17.200 famílias, cerca de 62% das famílias rurais, serão diretamente afetadas pelo mau ano agrícola.

Fonte: A Nação

Notícias

Associações açorianas vão celebrar protocolo “pioneiro” de cooperação com Cabo Verde

Fundação Maio Biodiversidade faz “balanço positivo” da campanha de protecção das tartarugas marinhas

Turismo de Cruzeiro: Santo Antão afirma-se no segmento de mercado dos navios de médio e pequeno porte

Governo lança obras de reabilitação das duas casas de Eugénio Tavares na Ilha da Brava

“Até hoje faltou um organismo capaz de dialogar com os empresários do sector turístico”