Cabo Verde reduz tarifas de eletricidade e água

As tarifas da eletricidade e da água, fornecidas tanto pela empresa pública Electra como pela sua congénere privada Água e Energias da Boa Vista (AEB), estão mais baratas desde à zero hora de quarta-feira, 1 de junho, com a entrada em vigor da nova tabela fixada pela Agência de Regulação Económica (ARE), apurou a CV-Info de fonte segura.

Conforme explica uma nota da ARE, a redução do preço destes dois bens essenciais, designadamente água e energia, em 18,4% e 4,3%, respetivamente, tem a ver com a variação dos custos dos combustíveis.

“Este novo tarifário levou em consideração o nível das perdas, dados operacionais da Electra, a variedade de combustíveis, os níveis de consumos específicos, o decréscimo de 2014 para 2015 e a comparticipação das energias renováveis”, indica a nota, acrescentado ainda que a nova tabela “reflete ainda a média dos preços de combustíveis das atualizações efetuadas nos meses de fevereiro e abril”.

Deste modo, as tarifas sem IVA (Imposto de Valor Acrescentado) da Eletricidade e Água da Electra sofreram uma redução de 4,87 escudos/kWh e 14,37 escudos/m3, respetivamente, representando uma redução de, em média, 18,4% da tarifa de eletricidade e 4,3% de Água.

Com isso, o preço de eletricidade para os escalões de baixa tensão doméstica, até 60 KWh/mês, os consumidores vão pagar 21,44 escudos, acima dos 60 KWh/mês terão de desembolsar 29,33 escudos, sendo que estes preços já incluem o IVA.

A iluminação pública atinge uma baixa para 21,44 escudos.

A tarifa de água produzida pela Electra para o consumo doméstico fica nos 224, 66 escudos para os consumos abaixo das seis toneladas, 346,86 escudos entre os seis e os 10 metros cúbicos e 473,73 escudos quando ultrapassa 10 toneladas.

Para a indústria, o preço é de 412,39 escudos, para o turismo 544,56, enquanto a água de caráter social custa 252,49 escudos.

A tarifa para o comércio e serviços fica nos 432,13 (até 20 metros cúbicos) e 510,03 (quando for superior a 20 metros cúbuicos).

A água de autotanque para abastecer hospitais, fontenários públicos, associações e instituições de caráter social sem fins lucrativos, é vendida por 255,02 escudos ao passo que a para outros fins custa 450,36 escudos.

Em relação à AEB, as tarifas sem IVA de Eletricidade e Água sofrem uma redução de 5,15 escudos/kWh e 26,56 escudos/m3, respectivamente, representando uma redução de, em média, 19,6% na tarifa de Eletricidade e 5,8% de água.

Para a eletricidade, os escalões de baixa tensão domésticos pagam 21,34 escudos para consumos até 60 kwh/mês e 29,23 escudos acima de 60 kw/h ao passo que os  de baixa tensão especial desembolsam 24,80 escudos, a BTE – Lacacão 27,29 escudos, os de média tensão 19,83 escudos e a iluminação pública atinge o valor de 21,34 escudos.

Já a nível dos preços de água da AEB, o novo tarifário mostra que o escalão doméstico é 206,40 escudos por consumos até seis toneladas, 328,60 escudos entre seis a 10 toneladas e 455,47 escudos, quando superior a 10 metros cúbicos.

As indústrias, nomeadamente empresas, fábricas e oficinas, desembolsam 394,13 escudos e o turismo 526,30 escudos.

A água de caráter social custa 234,23 escudos, a para o comércio 413,82 escudos (até 20 metros cúbicos e 491,71 quando superior a 20 metros cúbicos), os autotanques 236,76 (social) e 432,10 escudos para outros fins.

Fonte: Panapress

Notícias

Porto Novo: Museu das Romarias pronto para receber visitas nas próximas festas de São João – ministro da Cultura

Parque Tecnológico derrapa 30% do custo inicial mas vai ajudar a transformar Cabo Verde num “país digital”, garante Governo

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras