Cabo Verde espera receber mais de 660 mil turistas

Cabo Verde  espera receber mais de 660 mil visitantes na nova temporada do turismo de cruzeiro que se inicia a 1 de outubro próximo e durante a qual se prevê 70 escalas de navios em várias ilhas, nomeadamente Santiago, São Vicente, Boa Vista, Maio, Fogo, Santo Antão”, apurou a PANA, terça-feira, de fonte autorizada.

Trata-se, segundo uma fonte da Autoridade Turística Central (ATC), de um acréscimo de pelo menos 20 escalas em relação à época 2015.

No decorrer de um encontro de preparação para a nova temporada do turismo de cruzeiro em Cabo Verde, o diretor da ATC, Gil Évora, revelou que, no primeiro trimestre de 2016, o arquipélago registou um acréscimo de cerca de 28 mil turistas em relação ao ano de 2015, enquanto no segundo trimestre o acréscimo foi de quase 20 mil.

“Isso significa que Cabo Verde continua a ser um destino muito procurado pelos turistas em particular, os europeus”, sublinhou,  prometendo que a ATC vai dar uma resposta adequada em termos de qualidade da oferta turística à demanda dos visitantes.

Com este encontro realizado entre a ATC, a Direcção Geral dos Transportes Rodoviários (DGTR) e a Polícia Nacional (PN) de Cabo Verde, pretendeu-se sensibilizar os responsáveis desses departamentos sobre as novas medidas que vão ser implementadas a partir de 01 de outubro para receber os turistas de cruzeiro.

“A obrigatoriedade de os guias de turismo usarem o seu crachá quando estão a desempenhar as suas funções no acompanhamento dos turistas e a utilização de viaturas de transporte de turistas devidamente autorizadas pela ATC e DGTR” são algumas das exigências para a nova temporada de cruzeiros.

Fonte: Panapress

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal