Cabo Verde em termos empresariais ainda é um “país virgem” – Believe Group

O CEO do Believe Group considerou ontem que Cabo Verde, em termos empresariais, ainda é um “país virgem” e que o estado de desenvolvimento dos próprios empresários não é o mesmo do verificado noutros países mais desenvolvidos.

Mário Costa fez esta consideração à imprensa, à margem da assinatura de protocolo de colaboração entre o Believe Group e a Universidade Jean Piaget (UniPiaget), na Cidade da Praia, que visa apoiar os jovens universitários na elaboração do seu plano de negócio e no acesso a estágios a nível internacional.

Para além de assinaturas de protocolos, o Belive Group tem programada uma série de conferências na universidade e, uma delas tem como tema “Como atingir o sucesso empresarial no atual contexto económico mundial”.

Para Mário Costa, o mundo mudou, por isso faz sentido mostrar aos empresários cabo-verdianos como é o mundo atualmente e como o devem enquadrar nesta nova realidade, quer a nível da perspetiva de exportação, internacionalização, como a nível da melhoria da sua capacidade técnica interna.

“Vamos explicar qual é a melhor forma e como os empresários cabo-verdianos devem estar preparados para ter sucesso. A forma é simples, agora, é preciso que percebam qual é o caminho que devem seguir e o Believe Group está cá para ajudar a nível de formação, gestão, prestação de serviços e de financiamento, porque se tudo for bem organizado, os bancos e os investidores estão no mercado para investir”, indicou.

O “chief executive officer” do Believe Group assegurou ainda que não falta financiamento para os bons negócios, caso estes forem “um bom plano de negócio, com bons parceiros e com business plan coerente e bem fundamentado”.

Para além de apoiar os empresários cabo-verdianos a terem sucesso, no âmbito deste protocolo assinado com a UniPiaget, a Believe Group vai ajudar os universitários na incubação das suas ideias, com elaboração de plano de negócio.

Outra perspetiva com este protocolo, apontou, é fazer a ponte entre as empresas à procura de quadros qualificados e os universitários que estão mais preparados para integrarem num determinado mercado.

Por sua vez, a administradora da UniPiaget, Rosali Monteiro, explicou que com o protocolo assinado estão a dar aos alunos, com ideias inovadoras e projectos interessantes, a oportunidade de serem incubados pelo Believe Group.

“O grupo Believe vai criar uma incubadora em Cabo Verde e isso vai ao encontro dos nossos projetos, porque nós também, hoje, vamos inaugurar o primeiro edifício inteligente e neste, temos também uma incubadora, que é um espaço onde podemos materializar os projetos dos alunos que realmente sejam selecionados”, disse.

Rosali Monteiro informou ainda que este espaço tem capacidade para receber 16 incubados, mas esperam que o grupo Believe crie condições para integrar mais jovens no mercado do trabalho com os seus próprios projetos.

O Believe Group, com sede em Portugal, está presente em Angola, Brasil, Cabo Verde, Espanha, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, e tem como missão “ajudar as empresas a encontrar o caminho do sucesso para o seu negócio, com serviços e soluções globais”.

Fonte: A Nação

Notícias

Associações açorianas vão celebrar protocolo “pioneiro” de cooperação com Cabo Verde

Fundação Maio Biodiversidade faz “balanço positivo” da campanha de protecção das tartarugas marinhas

Turismo de Cruzeiro: Santo Antão afirma-se no segmento de mercado dos navios de médio e pequeno porte

Governo lança obras de reabilitação das duas casas de Eugénio Tavares na Ilha da Brava

“Até hoje faltou um organismo capaz de dialogar com os empresários do sector turístico”