Cabo Verde atualiza em baixa preços da eletricidade e água

O novo tarifário de eletricidade e água, em vigor desde as primeiras horas desta quinta-feira em Cabo Verde, traduziu-se numa baixa de 2,14% para a eletricidade e 0,62% para a água, apurou a PANA de fonte reguladora.

Segundo um comunicado da Agência de Regulação Económica (ARE), os novos preços de referência praticadas pelas empresas do ramos, designadamente a Electra e a AEB, refletem a atualização em alta dos preços dos combustíveis em dezembro de 2016.

Também refletem a eliminação da compensação pelo défice tarifário, no caso da Electra, no valor de 1,4 escudos/KWh, e, no caso da AEB, no valor de 1,3 escudos/KWh, originados pela diferença entre o preço de referência e o preço real dos combustíveis, entre junho e outubro de 2016.

Esta atualização, em baixa, dos preços de eletricidade e água, foi a primeira depois do Governo e a ARE terem concordado, em outubro, em introduzir alterações no período de atualização das tarifas dos combustíveis, da eletricidade e água que passam a ser feitas num espaço de tempo mais reduzido.

Esta decisão foi tomada pouco dias depois dos preços destes dois bens terem sofrido aumentos significativos, traduzidos numa subida média de 10,73% para a eletricidade, e de 4,40% para água.

Os aumentos de preços desses produtos básicos foram alvo de contestação por parte da população, dos partidos políticos da oposição e de empresários.

Contudo, o ministro da Economia, José Gonçalves, assegurou naquela ocasião que, ao se reformular a metodologia de fixação de preços, se vai criar uma maior eficiência e que tudo leva a crer que, no próximo reajuste de energia e água, previsto para dezembro corrente, “todos os dados indicam que vai haver uma redução significativa dos custos atuais”.

Anunciou ainda que os parâmetros de fixação das tarifas, que normalmente vigoram de cinco em cinco anos, sofrerão atualizações que se poderão traduzir numa baixa sensível nos preços de base dos combustíveis com reflexos, também favoráveis nas tarifas de eletricidade e água.

José Gonçalves disse que foi assente também que, até ao final do ano, a ARE vai também atualizar a sua metodologia de fazer cálculos, a par da redução, para a metade, dos períodos para a fixação das novas tarifas.

No caso dos preços dos combustíveis, o processo passou de bimensal para mensal ao passo que, no tocante às tarifas de eletricidade e água, que se pagava de quatro em quatro meses, passou a ser de dois em dois meses.

Fonte: Panapress

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis