Biosfera alerta para atentados à biodiversidade

A biodiversidade enfrenta grandes ameaças a nível mundial, devido à introdução de espécies invasoras. A actividade humana e a mobilidade entre ilhas ou continentes, aumenta a introdução de novas espécies nos ecossistemas, que podem ser um risco para as espécies locais.

Quem o diz é o presidente da associação ambientalista Biosfera I, Tommy Melo.

“A introdução de espécies invasoras, que põe em risco as espécies nativas, é um dos maiores perigos que existem hoje em dia para a biodiversidade a nível mundial. Obviamente que também o uso insustentável dos recursos é também um perigo enorme, bem como as mudanças climáticas”, aponta.

Cabo Verde, país arquipelágico, rodeado de mar, tem também riscos, nomeadamente ao nível das espécies marítimas. Tommy Melo alerta que o país não está imune, por exemplo, à invasão do “peixe dragão”, um predador proveniente do Oceano Índico que tem limpado vastas áreas de corais, na América central, na Flórida e na América do Sul.

“Estamos aqui mesmo ao lado da zona das Bahamas e o risco de invasão por espécies marítimas é grande", alerta.

Santa Luzia

Ao longo dos anos, a Biosfera I, juntamente com os seus parceiros, tem denunciado “actividades ilícitas” que ocorrem na reserva natural de Santa Luzia, Raso e Branco e lamentado a não aplicação das leis por parte das autoridades.

Entre as denúncias, o líder da associação ambientalista destaca o transporte de turistas de São Nicolau para o ilhéu Raso - o que pode causar danos a esse habitat - além do recurso a garrafas de mergulho e espingardas de caça submarina, “que tem varrido sistematicamente a reserva” e o uso de redes de malha.

“Todas essas actividades ilegais previstas na lei ocorrem na reserva marinha e a Biosfera e seus parceiros têm denunciado, através de fotografias e relatórios, sem que sejam tomadas as devidas acções legais contra os prevaricadores”, diz.

Tommy Melo, que falava hoje à Rádio Morabeza a propósito do Dia Internacional da Biodiversidade, pede que as pessoas reflictam sobre o tema, acrescentando que pequenas acções fazem toda a diferença.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis