Abraão Vicente equaciona fusão da Biblioteca Nacional e Arquivo Nacional

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, revelou hoje ter estado a refletir sobre o papel das instituições, ou seja, se fará sentido um Instituto da Biblioteca Nacional e um Arquivo Nacional de Cabo Verde.
O governante fez estes questionamentos, hoje na Cidade da Praia, durante a abertura do Workshop intitulado "Museus, Arquivos e Bibliotecas: Diálogos construtivos sobre patrimónios diversos, riquezas e soluções comuns”, enquadrado na comemoração dos 28 anos do Arquivo Nacional de Cabo Verde (ANCV).

Para além de refletir sobre o papel dessas duas instituições e se se fará sentido tê-las separadamente, o governante, segundo o mesmo, tem estado ainda a questionar o papel do Instituto do Património Cultural (IPC).

“Nos últimos anos acabámos por criar várias instituições que poderiam estar muito bem sob o chapéu de uma mesma instituição, forte, pujante e com outro tipo de investimento e outro tipo de recursos”, criticou.

“Teremos de pensar isso para o futuro de Cabo Verde e perceber que não é o multiplicar de instituições que dá eficiência ao Estado e que dá a clareza na definição das missões das instituições”, defendeu Abraão Vicente, que promete mudanças na Biblioteca e Arquivo Nacional para o próximo ano.

Estas mudanças, segundo esclareceu, não são necessariamente nas lideranças, mas na sua reformatação e da sua missão como instituição.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Porto Novo: Museu das Romarias pronto para receber visitas nas próximas festas de São João – ministro da Cultura

Parque Tecnológico derrapa 30% do custo inicial mas vai ajudar a transformar Cabo Verde num “país digital”, garante Governo

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras