Santo Antão: Zonas altas desta ilha contempladas com projecto “Rota do café”

Zonas altas da ilha de Santo Antão, de grande tradição a nível do cultivo do café, como Santa Isabel e arredores, vão ser contempladas pelo projeto “Rota do Café”, que tem o financiamento  da cooperação luxemburguesa

A associação de desenvolvimento de Santa Isabel deve ser contemplada com um montante de dois mil contos no quadro desse projeto, segundo o líder associativo Benvindo Melo, explicando que este projeto tem por objetivo a promoção turística das zonas abrangidas.

O projeto  “Rota do café” consiste em aproveitar a história do cultivo do café nas zonas altas desta ilha, para a promoção turística de Santo Antão e criar oportunidades de para as famílias das localidades abrangidas.

No caso da Santa Isabel, o projeto, acredita Benvindo Melo, pode aumentar o fluxo de turistas à comunidade, uma oportunidade para a famílias poderem desenvolver uma atividade rentável.

A cultura do café em Santo Antão, ainda com mais de 60 explorações, já teve dias melhores, sobretudo nas zonas altas, mas tem vindo a perder-se, ao longo desses anos, devido à seca.

Os proprietários acabaram por abandonar os cafezais, que estão degradadas, neste momento.

Com o propósito de relançar esta cultura, o então Governo iniciou, em 2013, um projeto sobre a valorização do café de Santo Antão, que visava a dinamizarão do cultivo do café nesta ilha, o qual não se avançou nos últimos anos.

O projeto previa alguns investimentos, designadamente na formação dos produtores, na recuperação dos cafezais, actualmente, abandonadas e na  debulha e ensacamento do café.

Excetuando a formação, os outros investimentos estão ainda por concretizar-se.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Mensagem da AAVTCV desperta interesse e curiosidade aos operadores e empresários russos por Cabo Verde

África e a quarta revolução industrial

Verbas para instalação do Instituto de Ciências e Tecnologias Agrárias alocadas no OE para 2020

Ilha do Sal: Festival da Praia de Santa Maria vai decorrer sob o lema “Morna a património da humanidade”

Santo Antão: Portal sobre o ecoturismo na ilha já está disponível em três línguas