Preços de produtos de importação e exportação diminuem 3,7% em Cabo Verde

Os preços dos produtos de importação e exportação em Cabo Verde diminuíram em dezembro de 2016 em 3,7%, valor inferior em 13,2% face ao registado no mês anterior, apurou-se esta segunda-feira, na cidade da Praia.

De acordo com dados sobre o comércio externo no arquipélago cabo-verdiano, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no último mês do ano findo, o índice de preço da importação situou-se em 81,3%, tendo conhecido um decréscimo de 3,7% relativamente ao mês de novembro último.

No que se refere à taxa de variação mensal dos preços dos produtos exportados, os dados, referente a dezembro de 2016, indicam que ela fixou-se em -11,6%, diminuindo 14,5% face ao valor registado no mês anterior.

Os dados apurados pelo INE apontam, ainda, que a taxa de variação mensal registada pelo Índice de Termos de Troca foi de -8,2%, valor inferior em 2,2%, em relação ao registado em novembro de 2016.

As categorias que contribuíram para a descida de preços por destino económico dos bens, de acordo com os resultados do INE, foram “Bens de Consumo” (-0,9%), justificando-se pela descida de preços de “produtos alimentares primários” (-4,9%) e de “outros bens de consumo duradouros” (-17,2%).

Na categoria “Bens Intermédios”, registou-se uma descida na ordem de -0,9%, devendo-se essencialmente ao decréscimo de preços de “produtos transformados para industrias várias” (-7,0%) e “produtos transformados para construção” (-2,3%).

Em termos de produtos por seções, registaram-se descidas em produtos minerais (-0,3%), máquinas e aparelhos, material elétrico e suas partes; aparelhos (-13,8%), bem como materiais de transporte (-29,0%).

Em sentido inverso, observaram-se um aumento de preços na importação dos animais vivos e de  produtos do reino animal (3,7%), gorduras e óleos animais ou vegetais, produtos da sua dissociação, gorduras alimentares elaboradas, cerras de origem animal ou vegetal (8,3%) e em mercadorias e produtos diversos (44,6%).

Esses aumentos, sublinha o INE, contribuíram para atenuar a evolução negativa do Índice Global da importação.

Em relação ao índice de preço das exportações, este situou-se em 61,5%, correspondendo a um decréscimo de 11,6% face ao mês anterior.

Os índices subjacentes e voláteis na exportação registaram no mesmo período acréscimos de 12,9% e 24,2%, respetivamente face ao mês de novembro de 2016.

A taxa de variação homóloga aumentou em 5,8%, tendo os índices, subjacente e volátil na exportação, assinalado um acréscimo de 6,0% e 5,3%, face ao mês homólogo de 2015, respetivamente.

Os índices, subjacente e volátil na importação, acusaram, em dezembro de 2016, acréscimos de 6,0% e 5,3%, respetivamente, face ao mês homólogo de 2015.

Fonte: Panapress

Notícias

SCM congratula Cabo Verde pela consagração da morna

Morna já é oficialmente Património Mundial