Cabo Verde regista redução de 3,4 porcento de taxa de desemprego

A taxa de desemprego em Cabo Verde baixou 15,8% em 2014 para 12,4% em 2015, o que constitui uma redução de 3,4% do número de desempregados no país, apurou a PANA, quinta-feira, na cidade da Praia de fonte estatística.

De acordo com dados dum inquérito das estatísticas do emprego e mercado do trabalho apresentados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), trata-se da taxa mais baixa de desemprego registado nos últimos quatro anos em Cabo Verde.

O valor aproxima-se do registado em 2011, que foi de 12,2%, ano em que o INE implementou o Inquérito Multi-Objetivo Contínuo (IMC), que apresenta estatísticas relativas ao emprego e ao mercado de trabalho no país.

O presidente do INE, António Duarte, justificou a diminuição do desemprego em Cabo Verde com o aumento do emprego no meio rural em 2015 e pelo facto de o país ter menos de seis mil e 728 pessoas desempregadas.

O fato da recolha de dados para o estudo ter sido feita entre os meses de novembro e dezembro últimos, logo após as chuvas, fez com que a agricultura fosse o ramo de atividade criadora de mais empregos em 2015, ou seja 19,1%, contra 15,3% em 2014.

Segundo os dados, em 2015, o arquipélago cabo-verdiano contava com 194.485 pessoas ocupadas, mais 11 mil e 654 em relação ao ano anterior.

Já a população inativa foi de 158 mil e 911 em 2015, mais do que os 157 mil e 591 no ano anterior.

Em 2015, Cabo Verde tinha uma taxa de pessoas com ocupação de 51 porcento, maior do que os 48,8% notados no ano anterior, sendo a ilha da Boa Vista com a maior taxa (65,5%), contra São Miguel, na ilha de Santiago, com 29,2%.

Os dados indicam que as empresas privadas foram os maiores empregadores, com 34,6%, seguidas de pessoas por contra própria (27%) e da Administração Pública (18,1%).

Fonte: Panapress

Notícias

SCM congratula Cabo Verde pela consagração da morna

Morna já é oficialmente Património Mundial