Cabo Verde acolhe curso sobre gestão da paz e resolução de conflitos

Um curso gratuito sobre gestão da paz e resolução de conflitos, decorre na cidade da Praia sob a égide da Universidade Virtual Africana (UVA), apurou a PANA de fonte segura.

O curso que vai durar quatro semanas, tem como objetivo capacitar estudantes para analisarem diferentes conflitos, nas suas vertentes da violência e paz, bem como ajudá-los a identificarem e usarem ferramentas que possam guiá-los no trabalho para uma paz mais sustentável e duradoura nas suas comunidades.

Segundo uma fonte da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), a formação é constituída de quatro módulos, sendo que o primeiro introduz alguns conceitos-chaves relativos ao trabalho de construção da paz e à resolução de conflitos.

O segundo explora algumas abordagens práticas utilizadas para compreender um conflito explorando os elementos como o perfil, causas, atores e a dinâmica na situação de conflito.

O terceiro tem a ver com conceitos de resolução, transformação e gestão de um conflito e a clarificação sobre a diferença conceitual entre as expressões abarcam a terceira vertente do programa ao passo que o último módulo explora os processos de mediação e negociação na gestão de conflitos.

Este último módulo trata também das diferentes estratégias para a construção e gestão da paz e para estruturas de apoio.

Serão exploradas no decurso da formação questões de governação, de participação e inclusão da população no processo de paz, em particular as que fazem parte das abordagens principais que podem criar uma paz sustentável.

A Universidade Virtual Africana (UVA) é uma organização intergovernamental panafricana que tem como objetivo aumentar a qualidade do ensino superior através do uso de tecnologias de informação e de comunicação inovadoras.

A organização é constituída por cerca de duas dezenas de países do continente africano, designadamente o Quénia, o Senegal, a Mauritânia, o Mali, a Côte d’Ivoire, a Tanzânia, Moçambique, a República Democrática do Congo, o Benin, o Gana, a Guiné Conakry, o Burkina Faso, o Níger, o Sudão do Sul, o Sudão, a Gambia, a Guiné-Bissau, a Nigéria e Cabo Verde.

Desde  sua criação,  em 1997, como um projeto do Banco Mundial, a UVA tem desenvolvido experiências na construção e gestão de um consórcio de instituições de educação africana, entrega de programas através de tecnologias de comunicação e de informação, design e implementação de projectos multinacionais de e-learning.

Em Cabo Verde, a instituição partcipou na criação do Centro FOADeL da Uni-CV, de Formação Aberta, à Distância e e-learning.

A UVA tem  a sua sede em Nairobi (Quénia) ao passo que o seu escritório regional se encontra em Dakar, no Senegal.

Fonte: Panapress

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal