Turistas do Reino Unido reforçam liderança em Cabo Verde com aumento de 10%

A procura turística do Reino Unido pelas ilhas de Cabo Verde aumentou 10% no primeiro trimestre de 2019, face ao ano anterior, acima da média do crescimento do setor do Turismo naquele país africano.

De acordo com o último relatório estatístico do Banco de Cabo Verde, citando dados atualizados do Instituto Nacional de Estatística (INE), globalmente, o país registou 1.357.216 dormidas por turistas estrangeiros no primeiro trimestre de 2019.

Esse registo compara com as 1.302.924 dormidas registadas no primeiro trimestre de 2018, traduzindo-se assim num crescimento global de 4,2%.

Do total de dormidas no primeiro trimestre deste ano, quase 30% correspondem a turistas do Reino Unido.

Segundo o mesmo relatório, a procura britânica por unidades hoteleiras cabo-verdianas traduziu-se em 397.933 dormidas de janeiro a março deste ano, um aumento de 10% em termos homólogos e um valor acima de qualquer um dos quatro trimestres de 2018.

Portugal surge no quinto lugar nos países de origem de turistas, com 54.818 dormidas, um aumento homólogo de 5,6%.

Bélgica e Holanda são apresentadas, em conjunto, como a segunda principal origem de turistas para Cabo Verde, com 183.499 dormidas no primeiro trimestre, seguidos da Alemanha (154.101) e da França (140.938).

Segundo os mesmos dados, no total de 2018, os turistas estrangeiros garantiram 4.935.891 dormidas nas unidades hoteleiras de Cabo Verde, um crescimento de quase meio milhão de dormidas face a 2017.

A ilha do Sal foi a mais procurada pelos turistas estrangeiros, com 738.651 dormidas no primeiro período (-5,7%), seguida da ilha da Boa Vista, com 519.140 (+24,2%).

No primeiro trimestre, a taxa de ocupação nas unidades hoteleiras de Cabo Verde foi de 60%, com uma estadia média de 5,8 noites.

No total, os hotéis de Cabo Verde registaram 1.403.555 dormidas, o que se traduz num total de 46.339 estadias por parte de turistas nacionais.

Fonte: Sapo CV

Notícias

MasterPlan do Turismo da ilha do Sal apresentado em Santa Maria

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo