São Salvador do Mundo: Mercado Municipal vai ser transformado num Quintal da Cultura-edilidade

O mercado municipal de Achada Igreja, em São Salvador do Mundo (ilha de Santiago) vai ser transformado em Quintal da Cultura, informou ontem o edil local, Ângelo Vaz.

O projeto de transformação desse espaço foi apresentado ao ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, que esteve ontem de visita ao concelho onde reuniu-se com o edil para analisar possíveis parcerias entre a autarquia e o Governo.

Ângelo Vaz que ainda não tem uma data para implementar este projeto e nem um orçamento concreto, espera que os parceiros e o próprio Ministério da Cultura colaborem para que possam devolver a este mercado a valência que tinha no passado, como espaço cultural.

"O mercado sempre foi um espaço cultural. Há décadas que serviu de local de encontros, de espaço de confraternização, sobretudo nos períodos das festividades de São Salvador do Mundo. Ainda não podemos avaliar o custo, mas sabemos que é algo fazível e possível sempre em parcerias com nossos parceiros", afirmou.

O autarca lembrou ainda, que sendo São Salvador do Mundo um município com potencialidades a nível cultural, as duas partes identificaram como prioridade nesta fase, dar uma nova visão aos produtos concebidos no concelho, como pano de terra, cestaria, esteira, para que possam ter visibilidade no mercado nacional.

Ângelo Vaz acredita que com esta parceria vão conseguir fazer deste concelho um "pólo de desenvolvimento cultural" e fazer levar turistas e todos os cabo-verdianos a deliciarem e a adquirirem produtos culturais “made in” São Salvador do Mundo.

Por seu turno, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente indicou que o município de São Salvador do Mundo tem um grande potencial que pode ser traduzido em património nacional.

Neste sentido, informou que uma equipa do Instituto do Património Cultural vai visitar em breve o município para perceber quais serão os pontos de intervenção.

No que concerne ao Quintal da Cultural, Abraão Vicente sugeriu seja denominado de Mercado da Cultura, e prometeu que o Governo vai se engajar neste projecto, após a conclusão do plano financeiro.

"A nossa ideia é que cada município tenha um espaço cultural digno para a programação cultural e Picos não o têm ainda, por isso vamos trabalhar com a câmara municipal para que se concretize o projecto", frisou.

O governante que também visitou algumas casas coloniais no concelho, prometeu ver junto dos proprietários a forma de preservar esses patrimónios, transformado essas casas em pontos de visitas turísticas.

"Essas casas mesmo sendo privadas podem ajudar a contar a história do município de São Salvador do Mundo. Não podemos esquecer que Picos foi o sitio onde foi transferido a governação de Cabo Verde, após a Cidade Velha e antes de chegar à Cidade da Praia", afirmou.

Abraão Vicente reuniu-se ainda na tarde de ontem com os agentes e produtores culturais, para lhes apresentar um programa de formação e uma linha de financiamento, explicando-lhes todas as condições que vão dar às empresas e pessoas que querem abraçar o setor das indústrias criativas.

Fonte: InforPress

Notícias

​FIC 2019 em “casa apertada” no adeus à Laginha

Operadores registam aumento de turistas com o Programa Cabo Verde Stopover