Santiago: Município de Santa Cruz promove caminhada para dar a conhecer Ribeira dos Picos

Uma caminhada sob lema “Ribeira dos Picos à distância de uma caminhada” deu a conhecer hoje aquela localidade rural do município de Santa Cruz, considerada uma das ribeiras com “maior” potencial agrícola de Cabo Verde.

Organizada pela Câmara Municipal de Santa Cruz, a caminhada de 15/16 quilómetros (km) iniciada depois das 07:30 no percurso Faveta (São Salvador do Mundo)-Ribeira dos Picos/Achada Fátima (Santa Cruz) com duração de quatro a seis horas contou com a participação do vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, e do edil santa-cruzense, Carlos Silva e entre outros participantes.

Momentos antes da partida, em conversa com a Inforpress o também titular da pasta das Finanças lembrou que a mesma iniciativa principiou-se em Junho por Serra Malagueta, Gongon e Hortelã (São Miguel), seguindo-se em Julho por Águas Belas e Achada Leite (Santa Catarina) e Monte Graciosa (Tarrafal), e em Setembro por Pico D’Antónia (São Lourenço dos Órgãos) e hoje rumo à Ribeira dos Picos (Santa Cruz), visam dar a “conhecer o melhor de Cabo Verde”, neste particular esta ribeira agrícola.

“Para unir é preciso amar, e para amar é preciso conhecer e para conhecer é preciso ir ao encontro, ao encontro de pessoas, da natureza, das montanhas, porque só conhecendo melhor Cabo Verde podemos fazer muito mais por Cabo Verde. Quero levar os meus amigos para que possamos promover Cabo Verde. Temos um país lindo, Santiago é uma ilha lindíssima, com muitas potencialidades e com zonas que são desconhecidas”, começou por explicar aquele governante.

Nesse sentido, Olavo Correia que lembrou que como governante tem a responsabilidade de conhecer “melhor o país para que possa trabalhar e tomar medidas, instou a todos os cabo-verdianos para viajarem nessas caminhadas para que possam conhecer melhor e promover o arquipélago internamente e externamente.

“Temos um país belo, lindíssimo e quanto melhor o conhecermos mais estaremos aqui para trabalharmos por ele”, lançou.

O governante comprometeu-se em levar a mesma iniciativa a outros concelhos e ilhas, argumentando que a mesma vai promover Cabo Verde e todas as suas ilhas, cujos espaços, no seu entender, “são lindíssimos e únicos”.

Daí que, segundo ele, estes espaços precisam de uma promoção “permanente”, tendo convidado todos os cabo-verdianos a os visitar para que outros cidadãos do mundo possam também vir e conhecer este arquipélago que considerou “de mais belo do mundo”.

Por sua vez, o edil santa-cruzense, Carlos Silva, disse à Inforpress que esta caminhada tem como objetivo principal “descobrir as maravilhas e belezas naturais da ilha de Santiago, particularmente do município de Santa Cruz”.

Outrossim é descobrir o potencial do município, tendo em conta que a Ribeira dos Picos é a “mais rica” de Cabo Verde em termos agrícola que está em obras, razão que o leva a afirmar que é “muito bom visitar e conhecer”, vendo no evento uma forma de promover aquele município do interior de Santiago.

A caminhada contou ainda com a presença dos autarcas do Tarrafal e São Lourenço dos Órgãos, José Nunes Soares e Carlos Vasconcelos, respetivamente, da coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ana Graça e da embaixadora da União Europeia, Sofia de Sousa.

Em conversa com a Inforpress, momentos antes do arranque da caminhada, as diplomatas disseram que acima de tudo participam para conhecer mais de perto os municípios, passear, conhecer as pessoas e ver o verde e a transformação da natureza”.

E tendo em conta que se está em época agrícola, manifestaram a disponibilidade das organizações que representam para que em parceria com o Governo e autarquias, caso houver mais um ano de seca, apoiarem a população.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo

Cabo Verde lança isenções fiscais para tentar captar investimento de emigrantes

Governo e Câmaras de Comércio oficializam transferência de competências