Porto Novo vai ter quatro rotas turísticas sinalizadas para potenciar turismo rural

Curral das Vacas/Bordeira, Chã de Morte/Alto Mira, Planalto Norte/Monte Trigo e Dominguinhas/Ribeira da Cruz são as quatro rotas turísticas já criadas no concelho do Porto Novo, Santo Antão, e que vão ser agora sinalizadas.

O vereador da câmara do Porto Novo, que reponde pelo área do turismo, Valter Silva, confirmou que, “pela primeira vez”, este município vai ter quatro rotas turísticas sinalizadas, um projecto que visa potenciar o turismo de natureza neste concelho, mas também responde à uma antiga reivindicação dos operadores locais.

A sinalização das rotas acontece numa altura  em que Porto Novo passa a dispor de quatro miradouros, também construídos pela edilidade, que anunciou ainda a abertura de um centro de turismo no edifício da antiga residencial oficial, já recuperado.

Os operadores e guias turísticas locais têm estado a queixar-se da necessidade do município do Porto Novo intervir na recuperação dos caminhos vicinais, que formam o itinerário turístico neste município, os quais, a seu ver, estão em “péssimas condições”.

Os operadores turísticos, através da Associação do Turismo de Santo Antão, têm alertado para a necessidade de se proceder a obras de recuperarão da extensa rede de caminhos vicinais existente em toda a ilha de Santo Antão, que constitui, a seu ver, “um dos principais activos económicos” desta ilha.

Todos os anos, entre os meses de Outubro e Maio, durante a chamada época alta, milhares de turistas chegam a Santo Antão (em 2017, foram 26 mil visitantes) para caminhadas nesses trilhos, construídos ainda na era colonial.

No caso do Porto Novo, a autarquia anunciou para 2019, investimentos de oito mil contos na recuperação e sinalização desses percursos.

Fonte: InforPress

Notícias

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo