Porto Novo: Edilidade quer fazer da Ribeira das Patas um “centro populacional acolhedor e com boas condições de vida”

Porto Novo, 22 Out (Inforpress) – A grande ambição da Câmara Municipal do Porto Novo é “trabalhar” para “transformar” a vila da Ribeira das Patas, no interior deste município, num “centro populacional acolhedor e com boas condições de vida”, conforme o edil, Aníbal Fonseca.Isso passa, segundo o presidente da câmara, pelo planeamento urbano dessa urbe, que já está a ser feito, e pela criação de um conjunto de infra-estruturas, de entre as quais um centro de saúde, cujo financiamento está contemplado no Orçamento do Estado para 2020.O autarca destacou, também, a construção de um campo de futebol relvado para receber jogos oficiais, que constitui  “um outro grande objectivo” da câmara a que preside.Aníbal Fonseca, que falava a propósito das comemorações do dia da Ribeira das Patas, que se assinalou esta terça-feira, data que coincide com o segundo aniversário da paróquia local (São João Paulo II), referiu-se ainda à necessidade  da “presença efectiva” da Polícia Nacional nessa vila, com a construção de uma esquadra policial.Esta trata-se, também, de “uma antiga reivindicação” dos 300 habitantes dessa urbe, que, no seu entender, deve ser atendida, tendo em conta a necessidade da presença policial, não só em Ribeira das Patas, mas também nas povoações limítrofes, como Lajedos, Alto Mira, Jorge Luís, Ribeira das Patas, Chã de Norte e Martiene.Outro “grande desafio” para Ribeira das Patas prende-se com o ordenamento dessa bacia hidrográfica, projecto que vai ser implementado, “paulatinamente”, segundo o presidente da câmara do Porto Novo, que reafirmou o propósito da edilidade e do Governo em fazer dessa zona “um centro urbano acolhedor” e “com todas as condições” para se viver.Em Ribeira das Patas, está-se ainda a proceder a intervenções relacionadas com a requalificação urbana, com o abastecimento de água (instalação de rede de domiciliarias nos diferentes povoados), além de melhoria de habitações e de acessibilidades.A efeméride foi assinalada ainda com actividades religiosas, com destaque para a missa solene na capela desta paróquia, criada em Outubro de 2017.

Fonte: Sociedade

Notícias

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo

Cabo Verde lança isenções fiscais para tentar captar investimento de emigrantes

Governo e Câmaras de Comércio oficializam transferência de competências