Operadores turísticos satisfeitos com a presença de S. Antão na feira sobre turismo de trekking em França

Santo Antão esteve presente, nos últimos dias, na feira especializada em turismo de trekking, em França, uma participação, a segunda consecutiva, que deixou “muito satisfeitos” os operadores turísticos desta ilha.
A ilha de Santo Antão, que tem no trekking (caminhadas em trilhas em busca do contacto com a natureza) o seu principal produto turístico, esteve representada nessa feira, que se realizou em Lyon, entre os dias 22 e 24 de março, através da agência turística Atlantur, com sede no Porto Novo.
Sandra Pereira, gerente da Atlantur, fez à Inforpress “um balanço muito bom” da presença de Santo Antão nesse evento, que se realiza, anualmente em França, porquanto permitiu divulgar esta ilha e os seus produtos turísticos, com destaque para o trekking, que traz à ilha, anualmente, milhares de turistas, na sua maioria franceses (49%).
Esta foi a segunda presença de Santo Antão na feira do trekking em França, depois da sua participação, em fevereiro de 2018, nesse certame, que teve lugar em Paris.
A França é o principal mercado emissor do turismo em Santo Antão, oferecendo 49% dos turistas que chegam à ilha, seguida da Alemanha (15%) e Bélgica (14%).
Santo Antão, que tem apostado na diversificação da sua oferta turística, tem marcado presença em várias feiras internacionais sobre o turismo, facto que, segundo os operadores, tem contribuído para o crescimento do setor (o turismo em Santo Antão cresceu, no quarto trimestre de 2018, cerca de 14%, face ao período homólogo em 2017).
Em janeiro, a biodiversidade marinha da ilha de Santo Antão, que já está sendo muito explorada, esteve patente em duas feiras turísticas internacionais, na França e Alemanha, através do centro de mergulho Blue Eden Santo Antão, que tem estado a operar, já há algum tempo, no turismo sub-aquático, nesta ilha.
Blue Eden Santo Antão tem apostado, através de eventos nacionais e internacionais, na promoção do turismo sub-aquático em Santo Antão, que dispõe, segundo este operador, de uma das maiores biodiversidades marinhas de Cabo Verde.
Chegam à ilha, anualmente, mais de 26 mil turistas à procura, sobretudo, da beleza natural de Santo Antão, do contacto com a natureza, da hospitalidade das pessoas, da cultura e gastronomia, mas também para fazer caminhadas e observar a flora e a fauna.
Mais de 80% dos turistas que procuram Santo Antão consideram que a visita corresponde à expectativa e fazem uma “avaliação muito positiva” do turismo que a ilha oferece, conforme um estudo sobre o perfil do turista que visita esta ilha.
O estudo, elaborado no quadro do projeto Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo em Santo Antão), revela que a maioria dos turistas que chega à região deseja voltar, sendo que 30% considera “muito provável” a possibilidade de regressar.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Próxima etapa de Cabo Verde é atingir o patamar da economia de rendimento médio e médio alto – ministro

Universidade Técnica do Atlântico já é realidade