Museu das Bandeiras será formalmente aberto no dia 27 de Abril

Essa informação foi avançada pelo administrador da Casa das Bandeiras, Henrique Pires. A abertura do museu das bandeiras vai coincidir com o primeiro dia de pilão das tradicionais festas da bandeira de São Filipe.

Henrique Pires, adiantou que a montagem de todo o material relacionado com o ritual da bandeira e seus protagonistas ao longo dos anos será concluído ainda este domingo e que a partir de segunda-feira, 22, estará a funcionar, apesar da abertura formal estar agendada para 27 de Abril.

À entrada da sala-museu da Casa das Bandeiras está colocada uma placa informativa com designação “Museu das bandeiras – apresentação”, editada em três línguas, nomeadamente portuguesa, inglesa e francesa, e segundo o administrador da Casa das Bandeiras, isso permitira que qualquer pessoa ou turista possa sozinho fazer o percurso pelo ritual das bandeiras da ilha de Fogo sem precisar de guia ou de interprete.

A parte do edifício dedicada ao “museu das bandeiras” passa a contar apenas com as peças relacionadas com a bandeira, inclusive a bandeira centenária de 1917, assim como fotografias e pintura em telas das principais personalidades das festas da bandeira de São Filipe, como Aníbal Henriques, Álvaro Henriques, Pazim, nhâ Júlia, grupo de tamboreiros e o escritor e médico foguense, Henrique Teixeira de Sousa, mas também informações sobre o ritual da bandeira como pilão, matança, corridas de cavalos, cavalhadas, almoço de cavaleiros, tudo traduzido para as línguas inglesa e francesa, além da portuguesa.

Henrique Pires revelou que as outras peças que estavam no espaço ocupado pelo museu das bandeiras foram retiradas e serão colocadas em outras partes do edifício da Casa das Bandeiras, indicando que o objectivo é transformar todo o edifício num autêntico museu.

Com a conclusão da instalação do museu, Henrique Pires disse que a sua missão está cumprida e que caberá aos continuadores dar seguimento ao trabalho iniciado e criar coisas interessantes para o museu e para a Casa das Bandeiras.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Cabo Verde não deve competir pelo preço com outros destinos turísticos, avisa CEO da Oásis

Projeto "Volunturismo" movimenta cerca de 30 turistas para São Vicente

Santa Cruz: Autarquia quer transformar município num destino turístico de excelência

Porto Novo recebe investimentos privados nas pescas à volta de 70 mil contos

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis