Ministro do Turismo e Transportes e da Economia Marítima animado com a dinâmica do Sal

O ministro do Turismo e Transportes e da Economia Marítima terminou ontem, dia 6, uma visita de dois dias à ilha do Sal, tendo-se manifestado “animado” com a “dinâmica da ilha”, mormente com a operacionalização do hub aéreo.

José Gonçalves, que se deslocou ao Sal em visita de trabalho visando, junto dos parceiros e operadores, identificar “prioridades de intervenção” e programas a serem executados nestes sectores, apontou que em infra-estruturas, energia e água, entre outros “sectores importantes”, a ilha do Sal está a acompanhar a “rápida dinâmica” do segmento turismo.

“As infra-estruturas são fundamentais para essa dinâmica do turismo. E, por aquilo que pude constatar, a ilha do Sal está num bom caminho. Já identificamos as prioridades, o turismo está a crescer aqui em mais de 20% (…)”, alegou, manifestando, entretanto, preocupação relativamente à questão habitacional, infra-estruturas sociais, escolas, requalificação urbana, para acompanhar essa dinâmica “muito forte” do desenvolvimento turístico na ilha.

No domínio do hub aéreo, cuja primeira fase começou agora em Fevereiro, o governante explicou que as condições vão sendo criadas, faltando, “naturalmente”, equipamentos de forma a aumentar a capacidade do fluxo de passageiros.

“Neste momento o hub aéreo é ponta a ponta: Fortaleza/Sal/Recife/Sal. Já chegou um terceiro aparelho, estamos com três Boeing a operar. A nossa previsão é que dentro de dois anos estaremos numa fase matura de operacionalização do hub aéreo”, prognosticou.

“O importante é que todos estejamos sintonizados para permitir agilização do fluxo de passageiros, acompanhar essa dinâmica. Há que ter condições favoráveis para ter um hub”, acautelou, almejando uma frota de 10 a 11 Boeing, nos próximos tempos, para fazer face ao “crescente mercado”.

Durante esta visita de dois dias à ilha do Sal, José Gonçalves reuniu-se com as estruturas dos ministérios sob a sua tutela, parceiros e operadores locais.

O ministro encontrou-se ainda com o presidente da câmara municipal, Júlio Lopes, com o presidente da Câmara do Turismo, Gualberto do Rosário, entre outras entidades, tendo concluído a sua agenda de trabalho com uma visita ao Porto da Palmeira, à Delegação da Agência Marítima e à Ponta Sinó, reserva natural, no extremo sul da ilha do Sal.

Fonte: Sapo Notícias

Notícias

Associações açorianas vão celebrar protocolo “pioneiro” de cooperação com Cabo Verde

Fundação Maio Biodiversidade faz “balanço positivo” da campanha de protecção das tartarugas marinhas

Turismo de Cruzeiro: Santo Antão afirma-se no segmento de mercado dos navios de médio e pequeno porte

Governo lança obras de reabilitação das duas casas de Eugénio Tavares na Ilha da Brava

“Até hoje faltou um organismo capaz de dialogar com os empresários do sector turístico”