Diretora executiva do IILP propõe ensino da língua que vai para além daquilo que o livro didáctico oferece

A diretora executiva do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP), Marisa Mendonça, propôs hoje, na cidade da Praia, um tipo de ensino da língua que vai para além daquilo que o livro didático oferece.

A ideia foi avançada em declarações à margem de uma conferência sobre a “Utilização de textos autênticos nas aulas de Língua Portuguesa: importância e potencialidades”, organizada pelo IILP em parceria com a delegação do Ministério da Educação, e o Leitorado do Brasil na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV).

Marisa Mendonça esclareceu que esta temática é importante por utilizar textos autênticos (não são didáticos) que fazem parte do universo quotidiano, mas que não foram propositadamente elaborados para o universo da sala de aula.

“A verdade é que ao longo dos tempos, em contactos com os professores, a primeira queixa que nós ouvimos é a falta de materiais. Além do livro didático eles têm muita dificuldade em selecionar e utilizar outros materiais”, explicou a responsável.

Acrescentou que os professores são rodeados por uma série de materiais que podem ser utilizados na aula de língua, reforçando que a ideia deste evento é que os temas a serem abordados possam contribuir para que o professor sinta que a aula tem que ser um espaço plural, não apenas com o livro didático.

“O professor pode convocar e mobilizar outros tipos de recursos, como um cartaz, um prospeto de utilização de um termómetro ou um folheto de empresas de comunicação móvel”, exemplificou.

A diretora executiva do IILP salvaguardou, no entanto, que essa forma didática não vai colocar em causa o processo de ensino e aprendizagem porque, conforme defendeu, o ensino não pode incluir somente as disciplinas que fazem parte do currículo.

“Então não coloca em causa porque esses materiais possibilitam dar aulas e podem ser transformados em recursos didáticos e ser trabalhados nas salas de aula”, justificou Marisa Mendonça.

“Utilização dos textos autênticos na sala de Língua Portuguesa”, apresentada por Viviane Furtuoso, a “Aula de Língua Portuguesas: entre pontes e avenidas”, ministrada por Marisa Mendonça e a oficina didática “Uso de material autêntico em sala de aula: a gramática ao serviço da interação”, são os temas a serem abordados nesse evento, que decorre na sede do IILP, na cidade da Praia.

Fonte: InforPress

Notícias

MasterPlan do Turismo da ilha do Sal apresentado em Santa Maria

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo