Dia Nacional da Cultura comemorado sob o lema “eu_génio: do legado à ficção”

O Dia Nacional da Cultura, 18 de Outubro, será celebrado de Santo Antão à Brava, com várias actividades.

O Dia Nacional da Cultura, que há três anos adotou o lema “Cultura no Coração das Ilhas”, propõe para este ano de 2019 um enredo à volta de Eugénio Tavares.

Flam poesia, dança, teatro, música, conversas, tertúlias, serenata em rede, concerto musical, exposição, feira do livro, são as actividades que vão marcar a data, em todo o país e ainda na Diáspora.

Com o lema “Eu_génio: do legado à ficção”, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC) propõe uma viagem criativa a partir do legado ficcionado de Eugénio Tavares, abordado em quatro fases: berço, infância e adolescência; viagem, juventude, aguada, velhice e ficção 'eu_génio'.

Eugénio Tavares, patrono do Dia Nacional da Cultura, homem das ilhas que aos 12 anos conquistou a ilha Brava, a sua ilha natal, pela poesia e aos 15 anos foi notícia no “Almanaque de Lembranças Luso-Brasileiro”. Tornou-se forçoso que este talento conhecesse outras realidades.

São Vicente, “ilha de população flutuante”, foi a primeira a acolhe-lo. Nesta ilha, o jovem poeta dilata a sua percepção do mundo e, em Santiago, a sua segunda paragem, conta com um “caldeirão de cultura e tradições”, realidade indispensável à sua formação. A partir desta base, Eugénio se inscreve na história das ilhas, destacando-se na morna, poesia, prosa, dramaturgia, jornalismo e política. 

Fonte: CULTURA

Notícias

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo

Cabo Verde lança isenções fiscais para tentar captar investimento de emigrantes

Governo e Câmaras de Comércio oficializam transferência de competências