Cabo Verde anuncia medidas para travar aumento da criminalidade

O Governo cabo-verdiano vai aprovar brevemente medidas para debelar o aumento da criminalidade que afeta sobretudo a capital do país, Praia, anunciou sábado o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva.

Esta foi a primeira reação de Ulisses Correia e Silva, que não especificou as medidas preconizadas para "atacar de frente" a problemática da criminalidade e da insegurança urbana no país, depois da divulgação do relatório anual sobre a situação da Justiça em Cabo Verde.

Cobrindo o período de 1 de agosto de 2015 a 31 de julho de 2016, este relatório dá conta de que o país registou 120 homicídios, em 12 meses, concluindo também que a criminalidade aumentou 6,7% relativamente ao ano anterior.

De acordo com Correia e Silva, o aumento da criminalidade no arquipélago é algo que preocupa o Executivo e tem a ver com vários fatores, que não mencionou.

O primeiro-ministro adiantou que as medidas a serem aprovads em Conselho de Ministros serão a nível judicial, da ação policial e da inclusão social.

Estudos mais recentes colocam a criminalidade e a insegurança entre os mais graves problemas sociais que afligem a vida dos cidadãos cabo-verdianos, sobretudo nos principais centros urbanos do país, razão pela qual aparecem, a par do desemprego, no rol dos principais problemas do país.

Fonte: Panapress

Notícias

Ponta Calhetona recebeu investimentos de cerca de 12 mil contos

NOSi Akademia recebe mais 48 estagiários

Cabo Verde Airlines começa hoje a ligar as ilhas

Ribeira das Patas Porto Novo: Grupos de mulheres apostam na transformação de frutas para garantir auto-emprego

Cabo Verde Airlines reforça voos para Lisboa com chegada de Boeing 737-300