Cabo Verde anuncia medidas para travar aumento da criminalidade

O Governo cabo-verdiano vai aprovar brevemente medidas para debelar o aumento da criminalidade que afeta sobretudo a capital do país, Praia, anunciou sábado o primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva.

Esta foi a primeira reação de Ulisses Correia e Silva, que não especificou as medidas preconizadas para "atacar de frente" a problemática da criminalidade e da insegurança urbana no país, depois da divulgação do relatório anual sobre a situação da Justiça em Cabo Verde.

Cobrindo o período de 1 de agosto de 2015 a 31 de julho de 2016, este relatório dá conta de que o país registou 120 homicídios, em 12 meses, concluindo também que a criminalidade aumentou 6,7% relativamente ao ano anterior.

De acordo com Correia e Silva, o aumento da criminalidade no arquipélago é algo que preocupa o Executivo e tem a ver com vários fatores, que não mencionou.

O primeiro-ministro adiantou que as medidas a serem aprovads em Conselho de Ministros serão a nível judicial, da ação policial e da inclusão social.

Estudos mais recentes colocam a criminalidade e a insegurança entre os mais graves problemas sociais que afligem a vida dos cidadãos cabo-verdianos, sobretudo nos principais centros urbanos do país, razão pela qual aparecem, a par do desemprego, no rol dos principais problemas do país.

Fonte: Panapress

Notícias

Associações açorianas vão celebrar protocolo “pioneiro” de cooperação com Cabo Verde

Fundação Maio Biodiversidade faz “balanço positivo” da campanha de protecção das tartarugas marinhas

Turismo de Cruzeiro: Santo Antão afirma-se no segmento de mercado dos navios de médio e pequeno porte

Governo lança obras de reabilitação das duas casas de Eugénio Tavares na Ilha da Brava

“Até hoje faltou um organismo capaz de dialogar com os empresários do sector turístico”