Antigo Seminário de S. Nicolau: Gualberto do Rosário sugere a criação da Universidade Católica de Cabo Verde

O ex-Primeiro-ministro de Cabo Verde, António Gualberto do Rosário, apela porque não construir a Universidade Católica de Cabo Verde no antigo Seminário de S.Nicolau, cuja instalação precisa de ser restaurada. Como sãonicolauense, Rosário assevera que os residente locais e no estrangeiro têm recursos humanos à espera para se aderirem ao empreendimento em causa.

Gualberto do Rosário fez estas declarações, num post que colocou na sua página de Facebook, depois de ter participado nas recentes festas da Santa Padroeira de Nossa Senhora do Rosário, que ocorreu no antigo Seminário de S. Nicolau, cuja Sé Catedral esteve cheia de fieis católicos durante a homilia realizada.

O antigo governante considera ser inquestionável o facto de o antigo Seminário continuar vivo, podendo acolher a primeira Universidade Católica de Cabo Verde. «Uma luz me iluminou. Porque não avançar com o óbvio. A Sé Catedral continua aqui e tem as portas franqueadas, à espera do filho que partiu. No espaço do Seminário, pode-se construir a Universidade Católica de Cabo Verde».

Rosário sugere que o Seminário, que tem história, pode acolher a Teologia como um dos cursos importantes da universidade proposta. «A História do Seminário nos aponta o caminho. A Teologia pode ser um dos cursos».

A pensar nisso, Rosário postou que as autoridades locais e nacionais podem contar sobretudo com o apoio de quadros da ilha residentes no exterior. «São Nicolau e sua comunidade residente no exterior têm recursos humanos à espera para esta Universidade. Porque não avançar???», questiona António Gualberto do Rosário no seu post referido.

Fonte: A Semana

Notícias

São Vicente vai acolher missão empresarial alemã com foco nas energias renováveis

Santa Catarina: Requalificação da vila de Achada Lém já tem financiamento garantido no âmbito do PRRA

Santo Antão: Doutoramento em Turismo marca o terceiro ano do projecto Raízes

Santo Antão: Artistas ribeira-grandenses cantam em apoio à elevação da morna a Património Imaterial da Humanidade

Ministro José Gonçalves “atento” a uma solução para transporte marítimo entre Santo Antão e São Vicente