Santiago Norte: Presidente da ATS reúne-se com comando PN com segurança turística na agenda

O presidente da Associação do Turismo de Santiago (ATS), Eugénio Inocêncio, reuniu-se hoje com o comandante regional e os das seis esquadras dos seis concelhos de Santiago Norte, tendo na agenda a segurança turística na região.

“A ilha de Santiago está a receber neste momento entre 75 a 80 mil turistas, pelos projectos existentes, que já começaram ou que estão em vias começar, acreditamos que dentro de 3 anos este número na ordem dos 75 mil vai passar para 250 ou 300 mil turistas. E daqui há 7 anos a estimativa que fazemos é que deve chegar nesta ilha aos 500 a 600 mil turistas”, indicou Eugénio Inocêncio.

O presidente da ATS, que falava aos jornalistas à margem do encontro que decorreu hoje em Assomada com o comandante regional e os das seis esquadras dos seis concelhos da região Santiago Norte (Santa Catarina, São Salvador do Mundo, São Lourenço dos Órgãos, Santa Cruz, São Miguel e Tarrafal), classificou de “importante a evolução da segurança turística de forma substancial”.

Tendo em conta a evolução prevista do turismo na ilha de Santiago nos próximos tempos, Eugénio Inocêncio disse que é preciso “novas atitudes e novos meios”, ou seja, segundo ele, é “urgente” dotar as esquadras da região de mais meios de logística, mais viaturas, mais combustível, melhores meios de comunicação e de informática.

“A segurança turística é o bem mais importante para o turista. Não faz sentido um turista vir ter connosco e ter problemas de segurança. A segurança é mais importante do que a água, pode faltar a água o que é um absurdo para o turista tomar banho, mas agora não pode é faltar a segurança turística”, defendeu.

Ainda tendo em conta que nesta região os turistas circulam pelo território, o que a ATS quer, tendo argumentado que isso vai ao encontro daquela preocupação de terem um turismo sustentável e inclusivo, ou seja, ajuntou que leva riqueza a todos os cantos da ilha e para as famílias.

Entretanto, para que isso aconteça disse que é preciso que lhes seja garantido segurança, uma medida que considerou de “extremamente importante”.

Eugénio Inocêncio, que elogiou a “dedicação e o profissionalismo” dos responsáveis da PN em Santiago Norte, destacou ainda a disponibilidade dos mesmos em colaborar com a associação que dirige.

Por sua vez, o comandante regional da Polícia Nacional (PN) de Santiago Norte, Estêvão Tavares Vaz,  garantiu que na área de segurança a região está de “boa saúde” e que as esquadras estão a fazer um “trabalho satisfatório”.

Em relação à segurança turística indicou que se têm registado índice “muito baixo” de criminalidade, ou seja, estes números, segundo ele, “satisfaz” a instituição.

Por outro lado, mesmo enaltecendo o “esforço” da Direcção Nacional da Polícia em alocar meios em todo o comando da região Santiago Norte, o comandante regional admitiu que os “meios são sempre escassos”, mas no seu entender os polícias têm que trabalhar mesmo sem eles.
Fonte: InforPress

Notícias

Plataforma de encontro entre quem quer investir e quem quer desenvolver projetos

Fogo: A ilha precisa de bons investimentos públicos para criar condições para os investimentos privados – Primeiro-ministro

Projeto "Turismo e comunidades: iniciativas locais de criação de emprego” apresentado hoje na Ponta do Sol

​IX edição do Mindel Summer Jazz homenageia Biús

Primeiro centro cultural de um país africano na Europa: Cabo Verde em Lisboa