Projeto cabo-verdiano “Hybrid Store” entre as 160 melhores Startups da Web Summit 2018

Os jovens cabo-verdianos também marcaram presença na edição de 2017 da Web Summit.

A startup cabo-verdiana “Hybrid Store” está entre os 2100 expositores da Web Summit, uma cimeira tecnológica que decorre em Lisboa, Portugal, até o dia 8. À semelhança do que aconteceu na edição de 2017, são os únicos a representarem o arquipélago.

No ano passado trouxeram o projeto “App Self-Service” e entraram na categoria “Alfa”, startups em fase inicial. A esta distância, Marcos Ferreira admite que na altura não comunicaram o produto da melhor forma e não tinham ainda um produto funcional para demonstrar efetivamente.

“Trouxemos uma maquete e uma ideia, diria, ainda um pouco imatura a apresentar às pessoas. Mas cumprimos cá a nossa missão e voltámos para Cabo Verde motivados a finalizar o nosso projeto porque quando chegámos à Web Summit vimos que não havia nada parecido ou igual ao nosso projeto”, explica em entrevista.

A primeira experiência foi “super positiva e motivadora”. “Foi um grande desafio para nós ter entrado. Vimos o lado prático da Web Summit, extraímos muitas experiências que nos levaram a continuar a trabalhar e a formar este produto que este ano trazemos”.

Apesar do saldo positivo e de terem sido muito elogiados, em 2017 a startup não conseguiu entrar para a lista das 200 (entre as 2100) melhores startups da conferência de tecnologia a concorrer para o prémio Pitch, uma competição que elege a melhor startup da Web Summit.

“ … estamos convictos no nosso projeto”

Este ano os jovens empreendedores voltaram a concorrer ao Web Summit mas cientes de que só voltariam a participar se fossem selecionados para a “batalha” Pitch, palco onde a visibilidade é maior e onde os investidores se concentram.

Voltaram a ser selecionados, desta feita como “Beta Startup” que representam 15% do 2100 projetos em exposição. São projetos já em fase de crescimento ou lançamento.

Da “App Self-Service” passaram para o projeto “Hybrid Store”, a primeira Hybrid Store no mundo, segundo o CEO Marcos Ferreira, e foram selecionados por um júri internacional para fazer parte das 160 melhores Startups da Web Summit 2018.

“A Hybrid Store é uma loja de aplicativos (como a Play Store, por exemplo), a primeira loja híbrida para aplicativos. A diferença entre a Hybrid Store e os convencionais é que não exige instalação das Apps. Há duas possibilidades de utilização das aplicações: ou ainda dentro da loja, clicando apenas no “Open” (abrir) em vez de instalar, ou através da criação de um atalho da aplicação no telefone para acesso mais direto”, explica o empresário.

Entre as vantagens do projeto, salienta: poderá ser um catalisador e acelerar o processo das Smart Cities.

“Quanto às Apps terão de ser criadas a pensar nesta plataforma ou, no caso das já criadas, teriam de ser adaptadas à loja” continua Marcos Ferreira que garante que essa adaptação será algo fácil, não exigindo uma linguagem nova de programação.

Já deram início ao processo de registo da patente internacional e nos próximos dias deverá já estar no ar na versão BETA.

Marcos Ferreira, Raimundo Gomes e Samuel Lima estão em Lisboa, em representação do grupo de sete jovens que trabalham na Hybrid Store, e esperam chegar à última das 4 fases do concurso Pitch que elege o melhor projeto da Web Summit. “No concurso devemos vender a ideia do projeto em apenas 3 minutos, seguidos de 3 minutos de questões”.

O prémio para a melhor startup é de 50 mil euros e o vencedor é conhecido no último dia da Web Summit.

“A nossa intenção primeira é chamar a atenção para o projeto, como sendo o primeiro, e nos posicionarmos e arranjarmos investidores estratégicos. Esperamos nos sair bem e levar o troféu para casa. Mas mais do que o troféu esperamos conseguir um financiador para o projeto apesar de já estar no processo de lançamento. É um mercado onde custa a entrar mas estamos convictos no nosso projeto. Tem um diferencial enorme”, afirma seguro.

A par da participação no concurso Pitch, a Hybrid Store terá stand montado no último dia da Web Summit.

Cabo Verde e África do Sul são os únicos países africanos entre os 160 melhores projetos desta edição.

Fonte: A Nação

Notícias

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras

Ginástica Rítmica: Noa Veiga representa Cabo Verde no Mundial de Júniores na Rússia

São Tomé e Príncipe e Cabo Verde celebram acordo de supressão de vistos