Pedro Lopes participa no primeiro programa da Fundação Obama em África Detalhes

O Secretário de Estado Adjunto para a Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes, foi selecionado, entre os 10 mil candidatos, para fazer parte do lançamento do primeiro programa em África da Fundação Obama. A iniciativa lançada pelo Presidente Obama e pela sua esposa Michelle Obama, tem como objetivo encetar esforços para apoiar e desenvolver a próxima geração de líderes.

A Fundação Obama está comprometida com o crescimento de sua rede global de agentes de mudança e inovadores que procuram promover mudanças nos seus países e no seu Continente.

Este programa que é o primeiro em África da Fundação Obama fornecerá aos líderes africanos de diversas origens, as habilidades necessárias para criar mudança - através de sessões plenárias, oficinas de solução de problemas, treinos técnicos e desenvolvimento de liderança – durante uma formação intensiva de cinco dias em Joanesburgo (África do Sul). Posteriormente, o treino continuará com um programa de um ano, no qual os participantes terão acesso a recursos on-line, formações lideradas por especialistas do setor e acompanhamento da equipa da Fundação Obama.

O Presidente Obama estará com os selecionados, que ocupam cargos de liderança a nível empresarial, governamental e na sociedade civil, em Joanesburgo durante os cinco dias da formação, para ouvir as experiências dos selecionados e ouvir sobre o trabalho que estes estão a realizar.

Homenagem a MandelaNa sua estadia na África do Sul, o Presidente Obama fará também a 16ª Palestra Anual de Nelson Mandela. Em homenagem ao 100º aniversário do nascimento de Madiba, o tema da palestra será "Renovando o Legado Mandela e Promovendo a Cidadania Ativa em um Mundo em Mudança".

Lembra-se que em Abril, Pedro Lopes, de 32 anos, foi selecionado para integrar a Lista Global das 100 Pessoas mais Influentes de Ascendência Africana – MIPAD 100. A sua escolha deveu-se ao trabalho realizado na sociedade civil, nomeadamente com a liderança da organização de empoderamento juvenil, Geração B-Bright; pela licença internacional para organizar o primeiro TEDx de Cabo Verde; pela participação no Programa de Jovens Líderes Africanos – Mandela Washington Fellowship; pela eleição para o Conselho Consultivo da África Ocidental do YALI; pelo seu percurso profissional e por ser um dos mais jovens membros de um Governo no continente Africano.

Fonte: A Semana

Notícias

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras

Ginástica Rítmica: Noa Veiga representa Cabo Verde no Mundial de Júniores na Rússia

São Tomé e Príncipe e Cabo Verde celebram acordo de supressão de vistos