PR sensibiliza governantes portugueses para situação da comunidade cabo-verdiana em São Tomé e Príncipe

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca disse hoje que teve um diálogo de “sensibilização” com o seu homólogo, Marcelo Rebelo de Sousa e com o ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal visando a situação da comunidade cabo-verdiana em São Tomé e Príncipe.
Jorge Carlos Fonseca que falava à imprensa em jeito de balanço da visita a Cabo Verde do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que terminou hoje, afirmou que a intenção é fazer com que Portugal participe também na melhoria de condições de vida dessa comunidade que chegou a São Tomé e Príncipe em anos anteriores à independência do arquipélago.

“A comunidade de São Tomé e Príncipe tem os problemas que todos nós conhecemos, e pelo facto de ter chegado a este país em anos anteriores à independência, tentei falar com o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa e o ministro português dos Negócios Estrangeiros para esta situação”, disse.

O que fiz após um diálogo de sensibilização, foi perguntar-lhes se estariam disponíveis para “junto connosco vermos algum mecanismo que possa levar a melhorar o sofrimento e os problemas sociais dos nossos neste país”, realçou.

Neste particular, Jorge Carlos Fonseca acredita ter deixado os governantes portugueses sensibilizados com a causa, pois, sublinha ter recebido a promessa de que na visita do governante a São Tomé e Príncipe, no mês de Maio, o tema será abordado.

“É um tema novo, nós temos uma boa relação com o Governo de São Tomé e Príncipe e vamos tentar resolver isso”, concluiu.

A emigração dos cabo-verdianos para São Tomé e Príncipe começou em 1903, para trabalhar como mão-de-obra nas roças (plantações) são-tomenses. Não há registos sobre o número exato, mas acredita-se que na ilha de Príncipe 80% da população seja constituída por cabo-verdianos e seus descendentes que vivem com vários problemas sociais.

Fonte: Sapo Notícias

Notícias

Cabo Verde lança isenções fiscais para tentar captar investimento de emigrantes

Governo e Câmaras de Comércio oficializam transferência de competências

​FIC 2019 em “casa apertada” no adeus à Laginha

Operadores registam aumento de turistas com o Programa Cabo Verde Stopover