Turismo: “Estamos a colocar Santo Antão nos grandes destinos do ecoturismo” – autarca

Os trabalhos de sinalização dos principais percursos pedestres no município do Porto Novo estão concluídos, seguindo-se, ainda esta semana, o concelho da Ribeira Grande, uma iniciativa que visa “colocar” Santo Antão “na rota nos grandes destinos do ecoturismo”.

Quem o diz é o vereador pela promoção do desenvolvimento económico da Câmara Municipal do Porto Novo, Valter Silva, ao assinalar o término dos trabalhos de sinalização da primeira grande rota do turismo em Santo Antão, que liga Morrinho de Égua, no Planalto Norte, a Tarrafal de Monte Trigo.

“Demos um passo muito importante na visão daquilo que estamos construindo a nível do turismo sustentável no município do Porto Novo e em Santo Antão”, sublinhou o autarca, considerando que, com essa iniciativa, do projecto Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo em Santo Antão), em parceria com as câmaras municipais, está-se a colocar esta ilha na “rota dos grandes destinos” do turismo de natureza.

Para Valter Silva, a nível do ecoturismo, Santo Antão está a afirmar-se como “uma boa experiência” em Cabo Verde, acreditando que essa “dinâmica”, a manter-se, fará desta ilha “um caso de sucesso no mundo”.

Ribeira Grande vai ser o próximo concelho a receber, ainda esta semana, esta intervenção, com a sinalização da Rota de Ponta do Sol e do trilho de Selada do Mocho.

No âmbito do projecto Raízes, co-financiado pela União Europeia, em 55 mil contos, Santo Antão vai dispor de seis rotas turísticas sinalizadas para “auxiliar” os visitantes a interpretarem o território, valorizando, assim, o património natural e cultural, desta ilha.

Trata-se de um trabalho que, segundo a direcção do projecto Raízes, tem por finalidade “criar atractivos turísticos” com base no património natural e cultural e “qualificar a oferta turística” em Santo Antão, ilha que está a dar “passos firmes” no incremento de um turismo sustentável.

Também, para o Governo, a ilha de Santo Antão está “na linha de frente” em termos de promoção de um turismo responsável e sustentável, experiência que pretende alargar a outras ilhas do arquipélago, como Santiago, São Nicolau e Fogo.

Esta ilha, com o apoio do fundo do turismo, recebe entre os dias 06 e 08 de Junho, um seminário internacional para debater o turismo sustentável e sua sustentabilidade em destinos emergentes.

Segundo a organização, a ideia deste seminário é trazer especialistas na área do turismo sustentável, “para que, juntos com as autoridades locais e o Governo, se possa debater o turismo sustentável em Santo Antão e perspectivar estratégias de crescimento e consolidação” deste tipo de turismo.

“Santo Antão, pelos projectos que estão sendo implementados e os que estão em carteira, configura-se como uma ilha piloto em termosdeboas práticas e de avanço em matéria de turismo sustentável em todo território nacional”, refere uma nota da edilidade portonovense.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Mensagem da AAVTCV desperta interesse e curiosidade aos operadores e empresários russos por Cabo Verde

África e a quarta revolução industrial

Verbas para instalação do Instituto de Ciências e Tecnologias Agrárias alocadas no OE para 2020

Ilha do Sal: Festival da Praia de Santa Maria vai decorrer sob o lema “Morna a património da humanidade”

Santo Antão: Portal sobre o ecoturismo na ilha já está disponível em três línguas