Santo Antão: Grupo de investidores interessados na construção de hotel esperado no Porto Novo

Um grupo de investidores externos holandeses, interessado na construção de um hotel de médio porte, ligado ao turismo náutico, nos arredores da cidade do Porto Novo, é esperado ainda neste mês, na ilha de Santo Antão.

O edil do Porto Novo, Aníbal Fonseca, explicou que os investidores virão a Santo Antão para prosseguir as negociações com as autoridades porto-novenses com vista à materialização, “a curto prazo”, deste projecto, que está “bem encaminhado”.

Trata-se de um resort de “beach volley” (volei de praia), que apostará na atracção de praticantes do voleibol de praia e de promoção de desportos náuticos, segundo Aníbal Fonseca, para quem este empreendimento é um dos vários investimentos privados em vias de concretização no Porto Novo.

O resort de beach volley está a cargo da “Escudo Holding Adventure Food”, uma sociedade com sede em Holanda, que, em junho, tinha enviado a Porto Novo um representante para apresentar o projecto às autoridades locais.

O propósito é “atrair” para Porto Novo praticantes do volley de praia de todo o mundo, mas também apostar no turismo náutico, que começa a atrair “um grande número de turistas” ao concelho, graças à sua biodiversidade marinha, que está já está a ser “muito explorado”.

Porto Novo, com grandes potencialidades a nível de turismo da natureza, aposta, igualmente, na promoção dos desportos náuticos, diversificando, assim, a oferta turística neste concelho, com potencial, também, a nível do turismo de sol e praia.

Este município, ao longo da costa marítima, dispõe de algumas praias com extensas áreas de areia negra, que podem ser aproveitadas para fins turísticos, segundo o presidente da câmara.

Além do turismo, outros sectores económicos têm sido muito cobiçados por investidores externos, existindo já projetos concretos nas áreas das pescas, agricultura industrial, energias renováveis e dessalinização de água, que ultrapassam os dois milhões de contos.

Trata-se, segundo os responsáveis locais, de investimentos propostos por empresários britânicos e noruegueses que estão “bem engajados” e que podem começar a ser implementados entre finais deste ano/princípios de 2019.

O interesse dos empresários em investir no Porto Novo resulta, segundo os responsáveis municipais, de “uma diplomacia bastante forte” exercida, nos últimos anos, com vista a trazer para Santo Antão actividades económicas e fixar os jovens na ilha.

Fonte: InforPress

Notícias

As razões da queda do turismo cabo-verdiano

Sal recebe 37% dos recursos do Fundo do Turismo - PM

Projectos financiados pelo BADEA ultrapassam seis milhões de contos

Grupo TUI constrói hotel de cinco estrelas no Sal