Liberdade de imprensa: MpD satisfeito com subida de Cabo Verde no ranking

Miguel Monteiro, secretário-geral do MpD, disse hoje que o seu partido está satisfeito com a subida de Cabo Verde no ranking da liberdade de imprensa e acrescentou que "melhorar é sempre positivo"

O problema é a autocensura dos jornalistas, apontou Miguel Monteiro enquanto citava o relatório elaborado pelos Repórteres Sem Fronteiras que destaca igualmente que este fenómeno se verifica "devido ao tamanho pequeno do país e à paisagem mediática que encoraja os jornalistas a não se atritar com potenciais futuros empregadores”.

Ainda assim, frisou o secretário-geral do MpD, o relatório indica que “Cabo Verde se distingue pela ausência de ataques contra jornalistas e uma grande liberdade de imprensa. O último processo por difamação foi em 2002. Grande parte das medias pertence ao governo, sobretudo a principal rede de televisão, TCV, e a Rádio Nacional de Cabo Verde, mas seus conteúdos não são controlados".

Quanto à independência dos órgãos privados de comunicação social, Miguel Monteiro destacou a necessidade de estes encontrarem novas formas de financiamento para fazerem face às dificuldades financeiras que assolam o sector. Ainda assim, disse, esse financiamento não deverá passar por um aumento da subsidiação pública.

O relatório anual da Repórteres Sem Fronteiras (RSF) foi divulgado hoje e Cabo Verde surge na 27ª posição num total de 180 países. 

Ao alcançar esta classificação Cabo Verde é o melhor dos PALOP e o segundo melhor país de África.

O índice da liberdade de imprensa é elaborado pela RSF com base numa série de indicadores que avaliam, entre outros, o pluralismo, a independência dos media, o quadro legislativo em que operam e a segurança dos jornalistas quando realizam o seu trabalho.

Fonte: Expresso das Ilhas

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal