Cidade Velha: Projeto City 2020 vai apoiar jovens na elaboração de um plano de negócio e na sua internacionalização

O “Projeto City 2020”, rede de Cidades Património Mundial, vai selecionar seis jovens empreendedores do município da Ribeira Grande de Santiago para apoiar na elaboração de um plano de negócio e na internacionalização dos seus produtos e serviços.

A informação foi avançada hoje à Inforpress, pela diretora de gabinete do presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande de Santiago, Leinilda Pereira, no âmbito da realização de um seminário e ação de formação “Empreendedorismo e Melhoria do Ambiente de Negócios”, que arranca segunda-feira, neste município.

O “Projeto City 2020” é uma iniciativa aprovada pelo Programa de Cooperação Interreg MAC 2014-2020, financiada pelo FEDER, que tem como parceiros as cidades declaradas Património da Humanidade, localizadas no Atlântico, nomeadamente Angra do Heroísmo (Açores – Portugal), La Laguna (Canárias), Saint Louis e Isle de Gorée (Senegal) e Ribeira Grande de Santiago (Cabo Verde).

O município de Ribeira Grande como membro dessa rede participou no mês de Junho no III Encontro Transnacional Interreg MAC “City2020” sob o lema “Turismo cultural nas Cidades Património Mundial”, em Angra do Heroísmo.

Na ocasião, o edil Manuel de Pina submeteu para financiamento dois projetos na área de empreendedorismo e melhoria de ambiente de negócio e estudo de eficiência energética, em que acabou por ser selecionado.

É neste sentido, que o “Projeto City 2020” financiou esse seminário, que tem como objetivos a obtenção de conhecimentos de gestão de recursos humanos, o conhecimento dos programas de apoio ao empreendedorismo ou a elaboração de um plano de negócios detalhado.

“O objetivo é que no fundo sejam selecionados seis empreendedores para serem seguidos e acompanhados e para que no final possam internacionalizar os seus produtos e serviços na rede City 2020. Serão escolhidos projetos de diversos setores chave que contribuem para desenvolvimento do município”, afirmou.

Durante este seminário vão ser apresentadas as ações que a rede já desenvolveu no município e será feita a apresentação do Banco Social e as suas ações.

De 13 a 26 de novembro esses jovens vão participar em ações de formação, constituída por sete módulos distintos, numa carga horária de 80 horas e que compreende disciplinas como Empreendedorismo, Gestão do Pessoal, Gestão Financeira ou Internacionalização dos Produtos e Serviços.

“Os jovens vão participar em ação prática porque esses temas vão ajudá-los no desenvolvimento das suas ideias de negócios e para que no final possam chegar a internacionalização dos seus negócios” sublinhou.

O Projeto CITY 2020 pretende evidenciar e enriquecer a competitividade empresarial e comercial em rede, em particular no sector turístico, através de iniciativas inclusivas, inteligentes e sustentáveis.

Tem ainda como objectivo aproveitar o valor acrescentado da cooperação entre as cinco cidades Património da Humanidade da Macaronésia para criar uma rede Euro-Africana e desenvolver um programa de ações para promover um Espaço de Cooperação mais competitiva.

Fonte: InforPress

Notícias

Porto Novo: Museu das Romarias pronto para receber visitas nas próximas festas de São João – ministro da Cultura

Parque Tecnológico derrapa 30% do custo inicial mas vai ajudar a transformar Cabo Verde num “país digital”, garante Governo

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras