China alivia dívida de $1,54 milhões e doa $15,4 milhões a Cabo Verde

A China vai perdoar $1,54 milhões de dólares de dívida a Cabo Verde, vencida até 2015, ao mesmo tempo que vai doar ao arquipélago outros 15,4 milhões, apurou a PANA de fonte oficial.
Estas medidas foram anunciadas pelo primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, no final de um encontro com o seu homólogo cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, em Macau, onde ambos participam na V conferência ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.
O chefe do Governo cabo-verdiano revelou, na altura, que este perdão da dívida pública de Cabo Verde com a China vai criar uma folga orçamental e financeira para que os recursos possam ser aplicados em projetos, nomeadamente sociais, no seu país.
Ulisses Correia da Silva, que qualificou o encontro com Li Keqiang como "muito produtivo", anunciou também que "a China vai apoiar Cabo Verde no desenvolvimento de um grande projeto de zona económica especial em São Vicente, ligada à economia do mar e à criação de uma base logística para o apoio à atividade de pescas.
O Governo chinês vai ainda apoiar Cabo Verde "no desenvolvimento de um programa de reabilitação de casas de pessoas mais carenciadas", em diversas cidades do país, e reforçar as bolsas de formação na China destinadas a jovens cabo-verdianos, para além de estimular o investimento de empresários da chineses no arquipélago.
"Avaliamos positivamente o facto de a China se apresentar como parceiro muito forte com Cabo Verde, quer no âmbito do diálogo político, quer na cooperação para o desenvolvimento e, particularmente, na cooperação para os investimentos", disse Correia da Silva, citado pela imprensa cabo-verdiana.
"Queremos atrair mais investimento direto estrangeiro, nomeadamente o chinês, queremos que esses investimentos tenham efeito reprodutivo na economia de Cabo Verde, na criação de oportunidades de emprego e no apoio ao crescimento económico do país", acrescentou.

Fonte: Panapress

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal