Tarrafal: Governo vai investir nas potencialidades do concelho para “abrir as portas” ao seu desenvolvimento

O ministro da Saúde e Segurança Social, anunciou hoje que o Governo vai investir nas potencialidades do Tarrafal, entre elas turismo e cultura, para “abrir as portas” para o desenvolvimento deste município do interior de Santiago.

O governante, que presidia em representação do Governo à sessão solene no âmbito do Dia do Município e santo padroeiro Santo Amaro Abade, comemorado a 15 de Janeiro, disse acreditar que o município pode ser “uma referência” em Santiago e “cartão postal” de Cabo Verde.

Para tal, Arlindo de Rosário anunciou que o executivo encontra-se empenhado em desenvolver acções que conduzam à decisão de se considerar o ex-Campo de Concentração como Património da Humanidade, transformando-o, assim, num espaço de atracão turística.

“As potencialidades turística de Tarrafal são sobejamente conhecidas, mas o seu aproveitamento é ainda relativamente incipiente. Tarrafal possui excelentes condições para articular o turismo de sol e mar, incluindo os desportos náuticos, de montanha e cultural”, lançou.

A propósito, informou que o Governo trabalha no sentido de articular a baía, que classificou de “maravilhosa e de grande beleza natural”, com a cultura e a história.

Arlindo do Rosário disse ainda que o Governo vai actuar através de “investimentos estruturantes” no sentido de incluir Tarrafal na rota do turismo mundial, com aposta no desenvolvimento do turismo de sol, praia, montanha e cultural, centrado na baía do Tarrafal, no ex-Campo de Concentração e na Serra Malagueta.

Segundo o governante, tais investimentos no turismo vão criar mercados para a viabilização da agricultura, da pecuária, da indústria de transformação agro-alimentar, das indústrias criativas, da hotelaria, da restauração e do comércio, e ainda criar emprego, produção e rendimento.

Por outro lado, o ministro, que falava em nome do Governo, afirmou que a aposta é na melhoria da situação da pesca, através de “melhores mecanismos” de financiamento e da “melhoria acentuada” das condições de captura, tanto de materiais como de capacitação humana.

O ministro da Saúde e da Segurança Social conclui a sua intervenção anunciando que o executivo vai co-financiar a fase final do pavilhão desportivo e investir na requalificação urbana.

Fonte: InforPress

Notícias

Açores apoia Cabo Verde na valorização das cadeias de valor agrícolas

FIC “despede-se” da Laginha com balanço positivo

Cabo Verde lança isenções fiscais para tentar captar investimento de emigrantes

Governo e Câmaras de Comércio oficializam transferência de competências

​FIC 2019 em “casa apertada” no adeus à Laginha