Santo Antão/Planalto Leste: Produção do vinho pode ser realidade em 2018 – Amupal

A produção do vinho no Planalto Leste de Santo Antão, um projecto que a associação das mulheres dessa localidade tem em carteira desde 2017, poderá ser uma realidade no decurso do próximo ano.

Segundo a presidente da Associação das Mulheres do Planalto Leste (Amupal), Josefa Sousa, o projecto continua no centro das preocupações dessa associação, que pretende contar, na sua implementação, com o apoio de um grupo de técnicos portugueses ligados à vitivinicultura.

A Amupal, conforme ainda Josefa Sousa, continua a acreditar que é possível aproveitar a produção de uvas existente nessa localidade, para o fabrico de vinho, à semelhança do que já está a acontecer com relação à transformação de outras frutas no Planalto Leste.

A Amupal, criada há uma década, iniciou, esta semana, um projecto de transformação de frutas que abarca 17 mulheres chefes de família, financiado pela cooperação portuguesa, através da organização não-governamental cabo-verdiana Atelier Mar.

“Continuamos a acreditar que é possível, também, aproveitar a produção de uvas no Planalto Leste para produzir vinho, pelo menos para os turistas que chegam a este planalto”, explicou a responsável.

Por isso, a Amupal tem já a parceria de um grupo de técnicos portugueses ligados à vitivinicultura (viticultura e vinicultura) para levar adiante um projecto piloto, que consistirá na produção de vinho apenas para o consumo local, no quadro de um projecto de desenvolvimento do turismo sustentável do Planalto Leste.

Os técnicos já se comprometeram a apoiar essa associação, sobretudo, a nível de formação, segundo a Amupal, que acredita que existem condições para se apostar na produção do vinho no Planalto Leste, onde existe uma boa produção de uvas, entretanto, desaproveitada pelos agricultores.

A ideia é revitalizar o cultivo de uvas nessa localidade, através da recuperação dos terrenos e de construção de um pomar, mas também formar as mulheres, criando assim as condições para o incrementar dessa indústria em Santo Antão.

No quadro da cooperação portuguesa, Planalto Leste de Santo Antão está a beneficiar de dois projectos, sendo um ligado à transformação de frutas para a produção de sumos, doces e licores e o outro relacionado com o transporte de 39 estudantes do ensino secundário para a cidade do Porto Novo.

Na forja, está ainda um terceiro projecto que consiste na montagem de um ateliê de corte e costura, também para apoiar as mulheres chefes de família.

Fonte: InforPress

Notícias

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras

Ginástica Rítmica: Noa Veiga representa Cabo Verde no Mundial de Júniores na Rússia

São Tomé e Príncipe e Cabo Verde celebram acordo de supressão de vistos