Responsáveis pelo ensino superior em países lusófonos reúnem-se esta semana em Lisboa

Cerca de 300 especialistas da área da educação e da gestão do ensino superior nos países lusófonos reúnem-se entre quarta-feira e sexta-feira em Lisboa para definir métricas para a avaliação das instituições.

“O objetivo é aproveitar a presença de todas estas personalidades do espaço da lusofonia para trocarmos experiências, definirmos critérios e métricas para a avaliação das instituições de ensino superior”, disse à Lusa o presidente do Instituto Politécnico de Lisboa (IPL), Elmano Margato, uma das entidades organizadoras da conferência.

Segundo Elmano Margato, a ideia passa por “aproveitar o resultado desses indicadores, que acabam por resultar dos processos de avaliação”, e utilizá-los depois “como suporte à gestão das instituições de ensino superior”.

Na óptica do presidente, isto permite “uma gestão consciente, responsável e criteriosa dos recursos humanos e materiais” das instituições.

Apelidada de VIII Conferência FORGES, o certame é coorganizado pelo IPL e pelo fórum homónimo, o Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa (FORGES), participando representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

“Na minha perspetiva, este encontro vai muito para além do aspeto técnico da avaliação, da qualidade e da gestão dos ensinos superiores”, afirmou Elmano Margato.

“É um espaço de abertura, de diálogo, de confraternização entre responsáveis de países que partilham a mesma língua e ainda a mesma cultura e que, desta forma, fazem aquilo que por vezes, no domínio político, é difícil de fazer em termos de aspeto burocrático”, considerou o presidente do IPL.

A realizar entre os dias 28 e 30 de Novembro, os cerca de 300 participantes nacionais e do espaço da lusofonia serão recebidos hoje nos Paços do Concelho de Lisboa.

Na sua oitava edição, a Conferência FORGES volta a Lisboa – onde começou –, depois de passar por Coimbra, Macau, Pernambuco, Luanda, Lubango, Campinas e Maputo.

O responsável do IPL considera que a realização da conferência é “um momento de afirmação” das duas instituições, permitindo “a afirmação do Politécnico de Lisboa na academia nacional e na academia do espaço lusófono”.

Elmano Margato vê com bons olhos a realização da conferência, acreditando em “contributos importantes” resultantes da colaboração entre as instituições e seus representantes que vão marcar presença no certame.

Para o final da conferência, está prevista a assinatura de vários acordos.

Fonte: InforPress

Notícias

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras

Ginástica Rítmica: Noa Veiga representa Cabo Verde no Mundial de Júniores na Rússia

São Tomé e Príncipe e Cabo Verde celebram acordo de supressão de vistos