Porto Novo: Governo disponibiliza novo financiamento para intervenções no Parque Natural de Tope de Coroa

O Ministério da Agricultura e Ambiente coloca à disposição da Associação Luz Verde, do Planalto Norte do Porto Novo, mais recursos para prosseguir com as intervenções visando a conservação da biodiversidade no Parque Natural de Tope de Coroa.

O delegado do ministério no Porto Novo, Joel Barros, disse à Inforpress que foi assinado entre as duas partes um segundo contrato, estimado em 750 contos, para prosseguir com as ações de conservação das espécies existentes no parque natural de Tope de Coroa, “muito ameaçado” por pastoreio livre.

Com o novo contrato, financiado no âmbito do Fundo do Ambiente, a Associação Luz Verde está a construir um muro que vai impedir a invasão de animais ao parque natural,  com uma área de 8.491 hectares.

As verbas, que permitem gerar 35 postos de trabalho, foram disponibilizadas no quadro do Programa de Gestão e Conservação da Biodiversidade Marinha e Terrestre do Ministério da Agricultura e Ambiente, financiado através do Fundo de Ambiente.

O parque natural de  Tope de Coroa foi criado há 16 anos, mas só este ano começou a receber as primeiras intervenções com vista à conservação das espécies ainda existentes.

As intervenções, além da construção da vedação da área protegida, consistem ainda na sensibilização da comunidade sobre a importância dessa zona, muito afetada, ao longo dos anos, por “pressão desmedida” dos animais.

Este parque,  que está entre as sete maravilhas naturais de Santo Antão,  apresenta uma paisagem selvagem, “fortemente marcada” por sucessivas erupções vulcânicas, aparentemente de idades diferentes e, em muitos casos, coberta por uma vegetação típica com tortolho, losna e marcela.

Fonte: Sapo CV

Notícias

Governo nomeia dirigentes do Instituto do Turismo

Porto Novo: Governo vai investir seis mil contos para apoiar 40 agricultores com o sistema de rega gota-a-gota

Cabo Verde no Fórum Africano para Cultura de Paz com 12 artistas

Hotel e Casino da Praia concluídos até ao final de 2020

​Fogo acolhe em Novembro a 10ª Reunião de ministros do Turismo da CPLP