Obras de empreendimento do Ouril Hotels em São Vicente arrancam em Abril

A construção do primeiro empreendimento do Ouril Hotels em São Vicente, grupo que já está presente na Boa Vista, Sal e Santiago com hotelaria e rent-a-car, deverá arrancar ainda este mês de Abril. A apresentação pública do projeto na ilha do Porto Grande será no prazo máximo de 15 dias, mas o empresário Manuel António Mendes avançou ao Mindelinsite que o hotel vai estar à altura da beleza da Avenida Marginal e da ilha de São Vicente.

O hotel vai ser construído na antiga Escola de Formação Profissional Mestre Cunco, num espaço com mais de 1.800 metros quadrados. O local já está vedado e passa por limpeza, tendo em vista o arranque dos trabalhos o mais rápido possível. “Era para os trabalhos arrancarem no início deste ano, mas tivemos alguns percalços. Neste momento, estamos a fazer a limpeza para o arranque da obra até final deste mês. Após o início dos trabalhos, o hotel estará concluído no prazo de 12 meses”, afirma Manuel Mendes.

O empreendimento terá mais de 100 quartos, um restaurante e uma sala de conferência. Mas, de acordo com este investidor, o grupo não pretende explorar estes serviços diretamente. “O nosso foco é a construção e exploração de hotéis e rent-a-car. Queremos ser uma mais-valia para São Vicente e não nos preocupar com estes serviços. Por isso mesmo, se aparecerem empresas com capacidade para explorar a restauração e outros vamos terceirizar estes serviços. Decidimos incluir uma sala de conferência porque é necessidade em São Vicente”, indica Mendes, que no “pacote” traz também a agência Atlantur, operador que faz parte do grupo.

Este investidor boavistense recusa, por agora, falar em valores, alegando não ser especialista. Mas também porque, diz, por vezes acontecem imprevistos. “O que posso garantir é que elaboramos um projeto e vamos garantir que este seja concretizado no prazo de 12 meses. Esta é uma particularidade do grupo. Temos uma mentalidade de trabalho. O nosso foco é o trabalho e, quando assinamos um contrato, é para cumprir”, assegura.

A expetativa é de que este empreendimento hoteleiro venha gerar uma centena de postos de trabalho directos e outros tantos indiretos, sobretudo a nível da prestação de serviços. Este também é um dos lemas deste que é proprietário dos hotéis Ouril Águeda, Ouril Pontão e Ouril Júlia. Em São Vicente o investidor chegou de mansinho. Está presente com um rent-a-car no Aeroporto Internacional Cesária Évora (AICE) pelo que, segundo Manuel Mendes, já têm uma base para começar a expandir nesta ilha.

O Ouril Hotels, que tem como sócio único o empresário Manuel Mendes, orgulha-se também de trabalhar apenas com especialistas nacionais. Aliás, o desenho do hotel em São Vicente foi feito por arquitetos da própria ilha, com “muito carinho”. “O hotel foi projetado à dimensão da baía do Porto Grande, que é uma das mais bonitas do mundo, e também da ilha de São Vicente, a mais cosmopolita de Cabo Verde”, conclui este nosso entrevistado.

Fonte: Mindelisite

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal