Melhoria no atendimento e aceleração do desembaraço aduaneiro são desafios da Alfândega da Praia – diretora

A diretora da Alfândega da Praia destacou hoje o melhoramento do atendimento e aceleração do desembaraço aduaneiro das mercadorias como principais desafios a ultrapassar pela instituição, visando contribuir para a melhoria do ambiente do negócio no País.

Laurinda Almada fez estas declarações à imprensa à margem de uma ação de educação fiscal, intitulada “Alfândega aberta”, dirigida aos alunos do ensino básico obrigatório, um evento realizado pela Direção Nacional de Receitas do Estado, em parceria com a Delegação do Ministério da Educação da Praia, no âmbito do Dia Internacional das Alfândegas, que se assinala sábado, 26.

Conforme explicou, objetivo dessa acção, que envolveu os alunos do 3º ano da escola do ensino básico do bairro de Eugénio Lima, visa essencialmente dar a conhecer a essas crianças de perto o trabalho desenvolvido pela Alfândega da Praia.

“Vamos explicar o que é alfândega, qual a sua importância e missão, explicar porque é que se faz a cobrança, que não é meramente a cobrança, e como é que o dinheiro será utilizado, e de entre outras funções”, disse, asseverando que a acção “Alfândega aberta” é também direcionada a todas as pessoas que queiram se inteirar do funcionamento dessa entidade.

Para esta responsável, há necessidade, por outro lado, de se realizar mais ações para promover “uma maior divulgação” sobre a importância e o papel das alfândegas, isto porque, justificou, ainda existe “uma lacuna enorme” sobre o seu funcionamento.

Questionada sobre o estado atual da Alfândega da Praia disse que, conforme os dados estatísticos divulgados esta quinta-feira na Cidade da Praia, a instituição está “no bom caminho” e que a direção encontra-se “focada e comprometida” em melhorar as condições de serviço na instituição aduaneira.

Indicou, no entanto, que, face aos desafios atuais, a Direcção Nacional de Receita do Estado está a trabalhar na “criação de melhores condições”, visando dar respostas às demandas da população.

O Dia Mundial das Alfândegas é comemorado a 26 de Janeiro em mais de 120 países, que integram a Organização Mundial das Alfândegas, com um único objetivo de desenvolver a cooperação técnica entre as administrações aduaneiras em prol da simplificação e harmonização das normas internacionais.

Fonte: InforPress

Notícias

Plataforma de encontro entre quem quer investir e quem quer desenvolver projetos

Fogo: A ilha precisa de bons investimentos públicos para criar condições para os investimentos privados – Primeiro-ministro

Projeto "Turismo e comunidades: iniciativas locais de criação de emprego” apresentado hoje na Ponta do Sol

​IX edição do Mindel Summer Jazz homenageia Biús

Primeiro centro cultural de um país africano na Europa: Cabo Verde em Lisboa