Governo anuncia plano de emergência para responder à seca

"As previsões de chuva falharam" e Cabo Verde regista "um dos piores anos" em termos de seca e uma situação agrícola "bastante má"

O Governo vai aprovar um plano de emergência de 7 milhões de euros para mitigar os efeitos da seca e do mau ano agrícola, anunciou esta quarta-feira, 4, o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva.

“Estamos a prever um montante de mais de 7 milhões de euros, mas ainda estamos no início. Temos um planeamento macro e vamos ter depois de fazer o planeamento operacional bastante territorializado”, disse Gilberto Silva.

O ministro visita nesta quarta-feira vários concelhos do interior da ilha de Santiago, acompanhado pelo representante do Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), Rémi Nono, para avaliar a situação do ano agrícola, marcado pela escassez de chuva.

O ministro assinalou que “as previsões de chuva falharam” e Cabo Verde regista “um dos piores anos” em termos de seca e uma situação agrícola “bastante má”.

“O plano vai ter um carácter concreto nos concelhos de modo a podermos mitigar os efeitos da seca e do mau ano agrícola”, acrescentou.

O financiamento do plano deverá ser mobilizado entre os “habituais parceiros internacionais de desenvolvimento” [UE, Banco Mundial, Nações Unidas, entre outros] de Cabo Verde com o apoio técnico da FAO, segundo o ministro.

Gilberto Silva estima que 17.200 famílias, cerca de 62% das famílias rurais, serão diretamente afetadas pelo mau ano agrícola.

Fonte: A Nação

Notícias

Preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019

Mindelo acolhe 72.º Centro de Língua Portuguesa que vai ser inaugurado quinta-feira

Brava: Master plan de turismo é o “guia maior”da planificação estratégica turística para a ilha até 2030 – edil

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal