Formação WebLab arranca com mais de quatro mil alunos distribuídos em 43 laboratórios nas escolas secundárias

Cerca de quatro mil alunos participam a partir de hoje na formação WebLab, que visa contribuir para despertar nos alunos as “competências potenciadoras” do mercado de trabalho e promover a adopção das TIC nas escolas.

Segundo a gestora dos projetos de educação do NOSI, Luísa Chantre, os cursos são modulares e cada módulo é constituído por 15 aulas, com a duração de uma hora e 30 minutos e em cada aula é lançado um desafio que o aluno deve resolver em 60 minutos.

“São formações modulares destinadas aos alunos e professores e aos funcionários públicos e o público em geral e para esses terão que pagar uma quantia simbólica”, disse, adiantando que para os alunos a formação será inteiramente grátis e que os mesmos terão apenas que levar pilhas para potenciar os robôs.

Para além da vertente robótica, a formação, segundo a mesma fonte, contempla áreas de multimédia, manutenção e reparação de telemóveis, tendo sublinhado que neste primeiro trimestre do ano lectivo serão oferecidos cursos em Robótica, Instrumentação e em HTML/CSS.

Entretanto, frisou que, apesar de o projeto estar desenhado para o ensino secundário, já existem algumas escolas no ensino básico que dispõem de laboratórios, salientando por outro lado que existirão alguns estudos para que a sua implementação seja realidade em mais escolas do ensino básico do país.

“Os WebLab são laboratórios implementados em contentores, devidamente adaptados para 12 alunos e após avaliação de impacto poderão ser estendidas às escolas do Ensino Básico”, asseverou, afiançando que no final da formação os alunos recebem um certificado.

O projecto WebLab é do Ministério da Educação, suportado tecnicamente pelo Parque Tecnológico de Cabo Verde.

O mesmo apresenta-se como um dos instrumentos para o reforço da qualidade na educação, através do acesso às novas tecnologias de ao raciocínio computacional como “novo paradigma” para o processo de ensino e aprendizagem.

No último Verão, mais de dois mil alunos em todo território nacional frequentaram formação em robótica nos WebLab no âmbito de “Hitech Summer”.

Fonte: InforPress

Notícias

As razões da queda do turismo cabo-verdiano

Sal recebe 37% dos recursos do Fundo do Turismo - PM

Projectos financiados pelo BADEA ultrapassam seis milhões de contos

Grupo TUI constrói hotel de cinco estrelas no Sal