Época alta do turismo: Santo Antão espera receber 20 mil turistas 05

Os operadores turísticos em Santo Antão já se prepararam para a época alta do turismo, que acontece entre Setembro a Maio de 2017, período em que se espera receber, pelo menos, 20 mil turistas.

Trata-se de turistas provenientes do norte da Europa à procura, sobretudo, do turismo de natureza, uma vertente turística que poderá dar um grande salto em Santo Antão, com a implementação, a partir ainda deste ano, de alguns projectos visando, precisamente, o incremento do turismo relacionado ao meio ambiente.

É caso do projecto turístico Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo), cujos preparativos para o seu arranque, a partir de Setembro, estão a ser ultimados pela Associação para a Defesa do Património de Mértola (Portugal) e os municípios em Santo Antão, os mentores deste projeto, co-financiado pela União Europeia, em 55 mil contos.

Também em Tarrafal de Monte Trigo ultima-se a instalação de um centro de promoção de actividades ao ar livre, que se vai dedicar ao turismo de “trekking” (caminhadas em trilhas naturais) e balnear (mergulho, canoagem), num investimento à volta dos 77 mil contos.

A Rota das Aldeias Rurais, um projeto financiado pelo Governo em mais de 50 mil contos, deve, igualmente, arrancar ainda em 2017, consistindo na melhoria e reconstrução de 36 empreendimentos turísticos no interior da ilha de Santo Antão, onde já existem 64 casas rurais para acolhimento de turistas.

Também, os agentes turísticos santantonenses deverão, em breve, beneficiar de mais um projecto que lhes permita comercializar, da melhor forma, os seus produtos via Internet, denominado Tourism Management System – Santo Antão.

O projeto, cuja implementação vai estar a cargo de uma equipa de técnicos de Santo Antão e São Vicente, ligada à empresa Prime Consulting, vai ser financiado no âmbito do Fundo do Turismo e visa dotar os operadores turísticos em Santo Antão de “ferramentas de gestão” que permitam-nos comercializar os seus produtos e serviços via internet.

Da mesma forma, os operadores turísticos em Santo Antão dizem-se “animados” com a possibilidade de o Governo avançar “nos próximos tempos” com revisão do Estatuto de Utilidade Turística para estimular o turismo do ambiente e de aventura, praticado nesta ilha.

Fonte: A Nação

Notícias

Novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e não vai substituir o HAN – PCA

Câmara Municipal do Sal apresenta plataforma “inovador” GEO Sal

FMI aprova Instrumento de Coordenação de Políticas que vai permitir Cabo Verde acelerar o crescimento económico

Projecto Tartaruga promove capacitação em conceitos e práticas de patrulha do ambiente natural

Fogo: Master plan de turismo das ilhas do Fogo e da Brava identifica duas dezenas de projetos prioritários