Diretora executiva do IILP propõe ensino da língua que vai para além daquilo que o livro didáctico oferece

A diretora executiva do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP), Marisa Mendonça, propôs hoje, na cidade da Praia, um tipo de ensino da língua que vai para além daquilo que o livro didático oferece.

A ideia foi avançada em declarações à margem de uma conferência sobre a “Utilização de textos autênticos nas aulas de Língua Portuguesa: importância e potencialidades”, organizada pelo IILP em parceria com a delegação do Ministério da Educação, e o Leitorado do Brasil na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV).

Marisa Mendonça esclareceu que esta temática é importante por utilizar textos autênticos (não são didáticos) que fazem parte do universo quotidiano, mas que não foram propositadamente elaborados para o universo da sala de aula.

“A verdade é que ao longo dos tempos, em contactos com os professores, a primeira queixa que nós ouvimos é a falta de materiais. Além do livro didático eles têm muita dificuldade em selecionar e utilizar outros materiais”, explicou a responsável.

Acrescentou que os professores são rodeados por uma série de materiais que podem ser utilizados na aula de língua, reforçando que a ideia deste evento é que os temas a serem abordados possam contribuir para que o professor sinta que a aula tem que ser um espaço plural, não apenas com o livro didático.

“O professor pode convocar e mobilizar outros tipos de recursos, como um cartaz, um prospeto de utilização de um termómetro ou um folheto de empresas de comunicação móvel”, exemplificou.

A diretora executiva do IILP salvaguardou, no entanto, que essa forma didática não vai colocar em causa o processo de ensino e aprendizagem porque, conforme defendeu, o ensino não pode incluir somente as disciplinas que fazem parte do currículo.

“Então não coloca em causa porque esses materiais possibilitam dar aulas e podem ser transformados em recursos didáticos e ser trabalhados nas salas de aula”, justificou Marisa Mendonça.

“Utilização dos textos autênticos na sala de Língua Portuguesa”, apresentada por Viviane Furtuoso, a “Aula de Língua Portuguesas: entre pontes e avenidas”, ministrada por Marisa Mendonça e a oficina didática “Uso de material autêntico em sala de aula: a gramática ao serviço da interação”, são os temas a serem abordados nesse evento, que decorre na sede do IILP, na cidade da Praia.

Fonte: InforPress

Notícias

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras

Ginástica Rítmica: Noa Veiga representa Cabo Verde no Mundial de Júniores na Rússia

São Tomé e Príncipe e Cabo Verde celebram acordo de supressão de vistos