Cidade Velha: Governo financia roteiro turístico ligado ao cruzeiro

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas anunciou hoje que o Governo vai financiar em 20 mil contos a recuperação do património e a construção de um roteiro turístico ligado ao cruzeiro, em Cidade Velha, devendo o acordo ser assinado ainda nesta semana.

Abraão Vicente fez essa revelação hoje na abertura de uma ação de formação em Gestão Cultural e Internacionalização da Cultura inaugurada esta segunda-feira na Cidade da Praia, tendo sublinhado na ocasião que o projeto inclui a recuperação do cruzeiro de Nossa Senhora do Rosário e a Catedral que vai ser isolada por forma a que se continue a celebrara a missa no local.

De acordo com o ministro, o enquadramento desta ação de formação iniciada hoje na Cidade da Praia tem a ver com aquilo que o ministério estabeleceu como “plano mestre”, ou seja, “aproveitar as iniciativas já existentes e levá-las aos palcos internacionais”.

Sustentou, por outro lado, que o objetivo da internacionalização da cultura terá o enfoque em elementos para o desenho de um plano estratégico de boas práticas visando promover o acesso aos circuitos e mercados internacionais da cultura.

Em entrevista à Inforpress, Abraão Vicente disse que neste momento os moradores da Cidade Velha têm que começar a preparar quartos em suas casas para poderem vir a receber turistas, e assim arrecadar alguma renda.

“Vamos ter uma relação muito próxima em relação aos turistas no sentido de capturar fundos para requalificar toda aquela zona mais nobre e vende-los como um produto total”, disse o ministro, explicando ainda que a ideia é também fazer com que os jovens desempregados que tenham ideias dentro das indústrias, aproveitem o filão.

Abraão Vicente anunciou na ocasião várias outras iniciativas para breve, com destaque para o projeto da bolça “Ba Cultura” que consiste em pequenas iniciativas das escolas de dança, de música, que serão subsidiadas no âmbito de acesso à cultura.

Na mesma linha de ideias vão financiar novas escolas e propinas aos alunos, promover formações no Centro Nacional do Design no Mindelo e na Cidade da Praia, alargando essas formações um pouco por todo o país “no intuito de criar planos de negócio para todo o privado que queira inserir nas indústrias criativas”, enfatizou o ministro.

A formação que arrancou na Cidade da Praia é promovida em pracearia entre o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e a embaixada da Espanha em Cabo Verde e a Cooperação Espanhola.

Fonte: Sapo

Notícias

Conselho de Ministros aprova lei que institui Zona Económica Especial de Economia Marítima em São Vicente

Missão empresarial de Cabo Verde em Portugal visita Marinha Grande para “aprender com os melhores” em investigação e design industrial

"Batuka". O novo video de Madonna com a Orquestra Batukadeiras

Ginástica Rítmica: Noa Veiga representa Cabo Verde no Mundial de Júniores na Rússia

São Tomé e Príncipe e Cabo Verde celebram acordo de supressão de vistos